fbpx

Parceria r7.com

O mercado financeiro está passando por uma onda de aberturas de capitais, os populares IPOs (sigla para Initial Public Offering). 

Curiosamente, comecei a trabalhar no mercado financeiro em 2006, fase em que os IPOs estavam aquecidos devido ao excesso de liquidez no mercado mundial e à imagem de crescimento que o Brasil passou com o surgimento da “nova classe média”.

Essa experiência foi muito importante para sentir, na prática, as oportunidades e os riscos que essas operações oferecem.

Hoje em dia, os IPOs voltaram a movimentar o mercado devido à enxurrada de liquidez que os Bancos Centrais forneceram aos mercados. O Brasil também atrai investidores por causa do câmbio, pois a desvalorização do Real faz com que nossas empresas fiquem muito mais baratas. 

IPOs como especulação

Os IPOs são ótimas oportunidades para investidores pessoas físicas que buscam especulações de curto prazo. A estratégia de comprar a ação em seu lançamento e vendê-la no primeiro dia de negociação é conhecida como “flipagem”.

Considero essa estratégia de especulação uma das menos arriscadas para quem está começando no mundo dos “traders”. Porém, escolher em qual oferta entrar para especular é uma tarefa complexa. O ideal é contar com um Assessor de Investimentos bem informado. 

Esses profissionais podem conversar com pessoas de outras corretoras ou do próprio escritório para sentir como está a demanda pela oferta. Quanto maior for a procura, maior é a probabilidade de que o primeiro dia de negociação seja de alta. 

Como é difícil definir essa escolha, o mais prudente pode ser entrar em todas as ofertas.

Como proteger-se dos riscos?

O maior risco ao participar de um IPO é a alavancagem. Alguns investidores costumam pedir um valor de reserva muito alto, pois ofertas com alta demanda costumam fazer um rateio e você ficará apenas com uma fração do solicitado. 

Caso você solicite um valor alto e a oferta não tenha procura, não haverá rateio e, por isso, você pode receber mais do que gostaria. Com a demanda baixa, a tendência é a queda no primeiro dia. Portanto, tome cuidado em relação ao valor dos seus pedidos de reserva.

Investir em IPO para longo prazo

Investir em ofertas primárias para longo prazo demanda uma análise muito aprofundada. Existem profissionais do mercado que acreditam que o preço de ações que estão sendo lançadas são superestimados, mas não podemos generalizar.

Para investidores de longo prazo, sugiro seguir orientações de casas de análises independentes e de corretoras.

Leia mais artigos de Thiago Guedes:


Publicidade


  • Produtos/Serviços SpaceMoney

  • Parceria r7.com

  • Simulador Online de Investimentos SPACEMONEY

    Acesse nosso Simulador de Investimento e descubra as melhores aplicações financeiras para o seu bolso e perfil.

    Simulador Online
  • © 2020 – SpaceMoney Brasil Informações e Sistemas Ltda. Todos os Direitos Reservados.
    A SpaceMoney é um veículo informativo e não faz recomendações de investimentos, não podendo ser responsabilizada por perdas, danos (diretos, indiretos e incidentais), custos e lucros cessantes.