Investing.com – Após a queda de quase 1% na sessão da véspera, o índice futuro do Ibovespa abre a quarta-feira com ganhos de 1,36% aos 101.760 pontos, influenciada pelo apetite ao risco após desdobramentos políticos no exterior positivos aos mercados e à divulgação de dados econômicos positivos, também na cena externa, nesta quarta-feira. O dólar também começa o dia sob o sentimento de otimismo, com queda de 0,58% a R$ 4,1438. O dia deve ser marcado pelos investidores ainda atentos às questões comerciais entre Estados Unidos e China, bom como a repercussão da aprovação da Cessão Onerosa no Congresso e o avanço da tramitação da reforma da Previdência no Senado.

A presidente da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado, Simone Tebet (MDB-MS) afirmou nesta terça-feira que foi encontrada, em acordo com lideranças da Casa, uma saída regimental que permitirá acelerar a tramitação da PEC paralela da reforma da Previdência em 30 dias.

A presidente da CCJ explicou que caso aprovada na quarta-feira pela comissão, a PEC paralela, assim como a PEC principal da reforma da Previdência, sairá da comissão como uma proposta autônoma e já chegará ao plenário com a sua admissibilidade chancelada.

– Cena Externa

A atividade no setor de serviços da China se expandiu no ritmo mais rápido em três meses em agosto, com o aumento de novas encomendas, levando ao maior aumento de contratações em mais de um ano, mostrou uma pesquisa privada.

A criação mais forte de empregos pelas empresas de serviços será uma notícia bem-vinda para Pequim, que está lutando para reverter uma queda prolongada no setor manufatureiro que arrastou o crescimento econômico para mínimas em quase 30 anos.

O índice dos gerentes de compras (PMI, na sigla em inglês) da Caixin/Markit subiu para 52,1 no mês passado, o maior nível desde maio, em comparação aos 51,6 de julho. O índice tem ficado acima dos 50 pontos, que separa o crescimento da contração, mensalmente desde o final de 2005.

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, alertou na terça-feira que seria “mais duro” com a China em um segundo mandato se as negociações comerciais persistirem, aumentando os temores do mercado de que disputas comerciais em andamento possam desencadear uma recessão nos EUA.

O sentimento também foi impulsionado por ganhos robustos nas ações de Hong Kong, que subiram mais de 3% na sessão vespertina.

A líder de Hong Kong, Carrie Lam, anunciará nesta quarta-feira a retirada formal de um projeto de extradição que provocou meses de inquietação e empurrou a cidade controlada pela China em sua pior crise em décadas, disseram a TV a cabo e outras mídias.

Na Europa, o voto de moção contra o primeiro-ministro britânico Boris Johnson colocou a agenda legislativa da ilha sob o controle da oposição, que deve votar nesta quarta-feira o adiamento do Brexit para 31 de janeiro de 2020. Na Itália, militantes do movimento antissistema 5 Estrelas aprovaram a coalizão com o tradicional Partido Democrático, de centro-esquerda, para compor o novo governo italiano. O desafio na Itália, agora, é a aprovação do orçamento de 2020, que apresenta um duplo desafio não necessariamente congruentes: que seja condizente para ativar a economia ao mesmo tempo que respeite as regras orçamentárias da União Europeia.

– Agenda Americana

Nesta quarta-feira, será divulgado (9h30 no horário de Brasília) os números da balança comercial dos EUA do mês de julho. A expectativa é que o déficit no período tenha sido de US$ 53,5 bilhões, sendo que na leitura anterior foi de US$ 55,2 bilhões.

Já na parte da tarde, o Federal Reserve irá divulgar o Livro Bege, documento elaborado pelas sedes regionais da autoridade monetária sobre a atividade econômica em cada um dos distritos. O levantamento serve de base para a próxima reunião do Fomc.

BOLSAS INTERNACIONAIS

Em TÓQUIO, o índice Nikkei avançou 0,12%, a 20.649 pontos. Em HONG KONG, o índice HANG SENG subiu 3,90%, a 26.523 pontos. Em XANGAI, o índice SSEC ganhou 0,93%, a 2.957 pontos. O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em XANGAI e SHENZHEN, avançou 0,84%, a 3.886 pontos.

A quarta-feira é positiva para os principais mercados de ações da Europa. Em Frankfurt, o DAX avança 1,11% aos 12.043 pontos, enquanto que em Londres, o FTSE soma 0,40% aos 7.296 pontos. Já em Paris, o CAC ganha 1,17% aos 5.530 pontos.

COMMODITIES

Nesta quarta-feira, a sessão foi mais uma vez positiva para as cotações dos contratos futuros do minério de ferro, que são negociados na bolsa de mercadorias de Dalian, na China. O ativo com o maior volume de negócios, com data de vencimento para o mês de janeiro do próximo ano, a valorização foi de 1,42% para 644,50 iuanes por tonelada, o que representa variação diária de 9 iuanes.

Para o vergalhão de aço, a jornada do dia seguiu no mesmo sentido, com ganhos para os papéis futuros da commodity, que são transacionadas na bolsa de mercadorias de Xangai, também na China. O contrato mais líquido, com entrega para janeiro de 2020, somou 25 iuanes para 3.423 iuanes por tonelada do produto. Já o segundo mais negociado, de outubro deste ano, avançou 41 iuanes para 3.746 iuanes por tonelada.

O dia também se mostra de ganhos importantes para os principais contratos do petróleo. Em Nova York, o barril do tipo WTI é negociado com ganhos de 1,67%, ou US$ 0,90, a US$ 54,84. Já em Londres, o Brent soma 1,32%, ou US$ 0,77, a US$ 59,06.

MERCADO CORPORATIVO

– Cessão Onerosa

O Senado aprovou nesta terça-feira, em dois turnos, a PEC que trata da distribuição entre os entes federativos de parcela dos recursos da cessão onerosa a serem arrecadados em mega leilão de áreas de petróleo previsto para novembro.

Parte do chamado pacto federativo, a PEC que retorna à Câmara para uma segunda análise também prevê que 3% dos recursos destinados à União sejam destinados ao Estado produtor em que ocorrer o leilão, beneficiando, no caso específico, o Rio de Janeiro.

Aprovada sem votos contrários nas duas rodadas de votação —foram 74 votos favoráveis no primeiro turno e 69 no segundo—, a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) obriga a União a transferir 15% dos valores arrecadados a Estados e 15% a municípios, segundo critérios do Fundo de Participação dos Estados (FPE) e do Fundo de Participação dos Municípios (FPM). Também exclui essa transferência do teto de despesas primárias do Orçamento da União, o chamado teto de gastos.

A União prevê arrecadar 106,6 bilhões de reais em bônus de assinatura com o leilão do excedente da cessão onerosa, marcado para 6 de novembro, caso todas as áreas sejam arrematadas.

– Cielo (SA:CIEL3)

O Banco de Brasília BSLI3.SA afirmou nesta terça-feira que fechou parceria com a Cielo (SA:CIEL3), maior empresa de pagamentos eletrônicos do país, na área de adquirência de cartões.

“A parceria tem como propósito complementar o portfólio de produtos ofertados pelo banco aos seus clientes pessoa jurídica, disponibilizando em seu balcão as máquinas de venda e produtos da Cielo (SA:CIEL3), fornecendo soluções completas aos empresários e empreendedores do DF e região”, disse o banco em fato relevante.

– Engie (SA:EGIE3) Brasil

O grupo francês de energia Engie (SA:EGIE3) espera que metade de seus novos projetos de energia renovável entre 2019 e 2021 venha de negócios envolvendo contratos privados de compra de energia (PPAs, na sigla em inglês) com empresas ou municípios, informou a companhia nesta terça-feira.

Com custos e subsídios para energia eólica e solar em queda, cada vez mais governos têm concedido autorizações para novos projetos renováveis através de licitações. Com isso, a Engie (SA:EGIE3) e outros desenvolvedores do setor têm buscado assinar cada vez mais contratos privados com grandes empresas e cidades, que muitas vezes oferecem condições mais favoráveis.

A Engie (SA:EGIE3) espera desenvolver cerca de 4,5 gigawatts (GW) de projetos renováveis por meio de contratos privados nos próximos três anos, de um portfólio total em desenvolvimento pela companhia de 9 GW, aproveitando conforme esses contratos se tornam mais lucrativos.

– Eletrobras (SA:ELET3)

A estatal Eletrobras (SA:ELET3) informou que sua subsidiária Eletronorte manifestou junto à Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) interesse em prorrogar o prazo do contrato de concessão da hidrelétrica de Tucuruí, no Pará, que expira em agosto de 2024, segundo comunicado divulgado nesta terça-feira.

A usina de Tucuruí, com 8,37 gigawatts em capacidade instalada, é uma das maiores do país. Ela fica atrás apenas da hidrelétrica de Belo Monte, que terá 11,2 gigawatts quando concluída, ainda neste ano, e já opera com 9,4 gigawatts, e de Itaipu, um empreendimento binacional entre Brasil e Paraguai que soma 14 gigawatts.

A Eletrobras (SA:ELET3) acrescentou que seu pedido deverá ser encaminhado pela agência reguladora ao Ministério de Minas e Energia, “que divulgará as condições pertinentes para a prorrogação”.

– Itaú Unibanco (SA:ITUB4)

O Itaú Unibanco (SA:ITUB4), está mantendo os custos sob controle para competir com empresas de tecnologia financeira, disseram executivos a investidores durante evento nesta terça-feira.

O vice-presidente de riscos e finanças do banco, Milton Maluhy, disse que a adesão a um programa de demissão voluntária de funcionários, para o qual sete mil são elegíveis, foi mais maior do que a esperada, mas não detalhou. O valor exato será anunciado com o balanço do terceiro trimestre, disse ele.

O co-presidente do conselho do Itaú (SA:ITUB4) Roberto Setubal disse que o banco está preparado para se adaptar à forte concorrência de empresas de tecnologia financeira, as fintechs.

– Light (SA:LIGT3)

A diretoria da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) decidiu em reunião nesta terça-feira aplicar multa de 29,586 milhões de reais à elétrica Light (SA:LIGT3), responsável pela distribuição de energia na região metropolitana do Rio de Janeiro.

A punição deve-se a diversos problemas encontrados pelo regulador em fiscalização, incluindo ocorrências como uma explosão no sistema subterrâneo da empresa em setembro de 2016 que deixou sete feridos e matou uma pessoa.

Procurada, a Light (SA:LIGT3) disse em nota que “recebeu a decisão da Aneel”, que é em caráter definitivo, sem possibilidade de recurso.

O caso da explosão com vítimas foi responsável por 10,76 milhões de reais da penalidade, com a Aneel acusando a elétrica de “não assegurar a segurança das pessoas na prestação do serviço”.

– Cemig (SA:CMIG4)

A diretoria da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) decidiu em reunião nesta terça-feira manter penalidades no valor total de 27,4 milhões de reais aplicadas ao braço de distribuição da elétrica mineira Cemig (SA:CMIG4) por falhas na apuração em indicadores de qualidade em 2016 e 2017.

A decisão é importante porque distribuidoras ficam sujeitas até à perda da concessão caso não cumpram por dois anos consecutivos as exigências do órgão regulador quanto ao serviço prestado aos clientes.

Agora, a estatal mineira terá que recalcular em 30 dias os indicadores de sua unidade Cemig-D sobre a duração e frequência de interrupções no fornecimento nesses dois anos e reapresentar os dados para a agência reguladora.

– Banco Pan (SA:BPAN4)

A Caixa Econômica Federal deixará para 2020 a listagem em bolsa de sua unidade de cartões, enquanto se concentra na abertura de capital da subsidiária de seguros e se prepara para desinvestir do Banco Pan (SA:BPAN4).

“Não faz sentido levar duas operações desses portes ao mercado quase simultaneamente”, disse o presidente-executivo da Caixa, Pedro Guimarães, a jornalistas durante apresentação dos resultados do segundo trimestre.

Inicialmente, a Caixa pretendia realizar a oferta inicial de ações (IPO, na sigla em inglês) das duas unidades ainda neste ano, mas de acordo com Guimarães a adequação a normas de reguladores está tomando mais tempo do que o previsto.

Mais adiante, o banco estatal também deve listar na bolsa as unidades de loterias e de gestão de recursos.

AGENDA DE AUTORIDADES

– Jair Bolsonaro

Nesta quarta-feira, o presidente viaja para Anápolis (GO) onde participa da cerimônia de Recebimento da Aeronave Embraer (SA:EMBR3) KC-390 pela Força Aérea Brasileira. Na parte da tarde, se reúne com Gustavo Canuto, Ministro do Desenvolvimento Regional, fechando o dia recebendo Bento Albuquerque, Ministro de Minas e Energia.

– Paulo Guedes

Confira a programação do dia do ministro da Economia:

– Reunião semanal com o secretário especial de Fazenda, Waldery Rodrigues;

– Reunião semanal com o secretário especial da Receita Federal, Marcos Cintra;

– Audiência com Susan Segal, presidente&CEO Americas Society and Council of the Americas;

– Audiência com Marcelo Claure, CEO Innovation Fund do Softbank.

  • Simulador Online de Investimentos SPACEMONEY

    Acesse nosso Simulador de Investimento e descubra as melhores aplicações financeiras para o seu bolso e perfil.

    Simulador Online