Investing.com – O presidente Donald Trump realiza entrevista coletiva na Casa Branca. A expectativa era de que medidas contra a China pudessem ser anunciadas após o país asiático aprovar uma uma nova lei de segurança nacional para Hong Kong. Fontes ouvidas pela Bloomberg afirmam que Trump não deve anunciar saída dos EUA do acordo comercial com a China assinado em janeiro.

A notícia da Bloomberg reduziu as perdas dos índices acionários em Wall Street e do Ibovespa no Brasil, além de derrubar a cotação do dólar no Brasil. Às 15h39, Dow Jones caía 0,41%, S&P 500 perdia 0,16% e Nasdaq subia 0,44%. O Ibovespa caía 0,44% a 86.646 pontos após atingir queda acima de 1% com mínima em 85.384 pontos. O dólar chegou a ser negociado a R$ 5,4620 na máxima, mas opera em queda de 0,54% a R$ 5,3755, ainda longe da mínima do dia de R$ 5,3346 atingida na abertura.

Havia a expectativa, também, o fim ou mudanças nos privilégios comerciais de Hong Kong com os EUA, dado que os EUA vincularam esses privilégios à observação de Pequim de sua promessa de cumprir o acordo de “um país, dois sistemas” depois de retomar o controle do ex-colônia britânica em 1997.

A medida chinesa sobre Hong Kong é vista como uma tentativa de suspender efetivamente a autonomia da ilha.

Os investidores temiam que uma resposta dos EUA pudesse prejudicar ainda mais as relações sino-americanas e obscurecer a perspectiva de recuperação econômica ante a crise causada pelo coronavírus. Porém, escalada retórica de Trump contra medidas em Hong Kong e ao tratamento chinês dado à minoria uigure interferiu gravemente em seus assuntos internos não está descartada, o que pode ser um trunfo eleitoral para o presidente em sua campanha de reeleição no pleito de novembro.

Assista ao vivo a entrevista no vídeo abaixo.

*Com Reuters

  • Simulador Online de Investimentos SPACEMONEY

    Acesse nosso Simulador de Investimento e descubra as melhores aplicações financeiras para o seu bolso e perfil.

    Simulador Online