Notícias que impactam suas ações e investimentos!

Ativa troca Cemig e Usiminas por EDP e JBS na carteira de setembro e inclui Renner

Investing.com – A Ativa Investimentos divulgou na manhã desta segunda-feira a atualização de sua carteira Strategy para setembro realizando duas substituições e incluindo um ativo a mais. A opção foi por retirar CMIG4 (SA:CMIG4) e substituí-la por ENBR3 (SA:ENBR3), além de trocar USIM5 (SA:USIM5) por JBSS3 (SA:JBSS3) e incluir Lojas Renner (SA:LREN3).

Em agosto, a principal carteira da corretora teve queda de 1,0% frente à desvalorização de 0,7% do Ibovespa. Os principais destaques para BRF (SA:BRFS3) (positivo), com alta de 14% e Usiminas (SA:USIM5) (negativo), com perdas de 10%

Para a corretora, mês não poderia ser melhor para BRF (SA:BRFS3). A combinação de corte na Selic, subida no dólar e alta nos preços da proteína é excelente para a empresa, que vê seu potencial de gerar receita aumentar e, com isso, combater seu maior problema: a alavancagem. Além disso, uma Selic menor alivia as despesas financeiras de firma, que paga menos juros. Tal ambiente favorável deve se manter no próximo mês e, por esse motivo,

No caso da Usiminas (SA:USIM5), o aumento da beligerância no conflito comercial sino-americano, somado a escalada das tensões na argentina, jogou as expectativas quanto ao consumo dos derivados siderúrgicos para baixo. Ademais, a presença do player no combalido território argentino corroborou para o desempenho negativo do ativa neste mês.

Assim, a corretora acredita que mesmo a Suzano (SA:SUZB3), empresa que sempre praticou estratégia de preços e não volume, talvez precise repensar seu modus operandi ao menos no curto prazo, dado a iminência de pressão sob as margens da companhia.

Composição: Petrobras (SA:PETR4) (10%), Itaú Unibanco (SA:ITUB4) (10%), Equatorial (SA:EQTL3) (15%), Suzano (SA:SUZB3) (5%), JBS (SA:JBSS3) (10%), BR Malls (SA:BRML3) (15%), BRF (SA:BRFS3) (10%), EDP (SA:ENBR3) do Brasil (10%), Pão de Açúcar (SA:PCAR4) (10%), Lojas Renner (SA:LREN3) (5%).

Dividendos

Já a Carteira Dividendos teve alta de 0,03% frente à desvalorização de 0,7% do Ibovespa. O destaque positivo da carteira fica B3, com ganhos de 7% e o negativo para brMalls, com queda de 5%.

Para o próximo mês foram realizadas as trocas de KLBN11 (SA:KLBN11), PETR4 (SA:PETR4) por SANB11 (SA:SANB11) e EGIE3 (SA:EGIE3), de modo a aumentar a participação dos setores de energia elétrica e bancos, setores historicamente estáveis e bons pagadores de dividendos, além de aproveitar a lenta retomada do consumo com a adição de HYPE3 (SA:HYPE3), que possui menos volatilidade que o Ibovespa e entra em linha com a proposta da carteira.

Composição: Itaú Unibanco (SA:ITUB4) (20%), Equatorial (SA:EQTL3) (15%), brMalls (15%), B3 (10%), Taesa (SA:TAEE11) (15%), Engie (SA:EGIE3) Brasil (10%), Hypera (SA:HYPE3) (5%) e Santander Brasil (SA:SANB11) (10%).

Publicidade

Receba notícias diretamente em seu celular ou tablet. Inscreva-se agora!