fbpx

Parceria r7.com

O Ibovespa, principal índice acionário da B3, a bolsa brasileira, operou em baixa nesta sexta-feira (21), seguindo os mercados internacionais. As perdas foram de 0,79%, aos 113.681,42 pontos.

O dólar comercial subiu sutilmente após leve queda durante a tarde e fechou com valorização de 0,04% ante o Real, cotado a R$ 4,393 – esse é o maior valor de fechamento da moeda desde a criação do Plano Real. A divisa começou o dia com valorização e bateu R$ 4,401, renovando novamente sua máxima.

Veja os principais fatores que influenciaram o mercado financeiro na sessão de hoje:

Mercados internacionais

No Japão, o Nikkei fechou em queda e os índices chineses tiveram alta. Os principais índices europeus caíram: CAC 40 (-0,54%); FTSE 100 (-0,44%) e DAX 30 (-0,62%). Em Nova York, Dow Jones operou em baixa (-0,78%), assim como o índice S&P 500 (-1,05%) e a Nasdaq (-1,79%).

Leia mais: Ações fecham pregão em queda e Índice Nikkei 225 recua 0,39%

Coronavírus

Na China, as mortes pelo vírus chegam a 2.236, com mais de 75 mil pessoas infectadas. O avanço nos casos fora do país que concentra o surto também preocupa os mercados internacionais: Japão e Coreia do Sul já registraram, juntos, mais de 250 casos.

Outras empresas, além da Apple, anunciaram que o surto impactará os resultados do 1º trimestre de 2020. A Airbus, por exemplo, alertou para a influência do surto no setor aéreo, e a Proctor & Gamble, que tem como segundo maior mercado a China, advertiu sobre os impactos em sua receita.

Balanços

O destaque do dia de ontem ficou com a Vale, que reportou prejuízo de 1,6 bilhão de dólares. A mineradora registrou uma das principais baixas do dia na B3, a -3,97%. Na semana que vem, pós-carnaval, a temporada resultados é retomada com Marcopolo, AES Tietê e Ambev no dia 27.

Leia mais: Após Brumadinho, Vale fecha 2019 com prejuízo de US$ 1,6 bilhão

ICC do comércio e da construção

O Índice de Confiança da Construção, medido pela Fundação Getúlio Vargas, apresentou queda de 1,4 ponto em fevereiro. No entanto, o indicador tem a nona alta em médias trimestrais.

Já a confiança dos comerciantes subiu, atingindo 99,8 pontos, voltando ao nível de fevereiro de 2019. A alta foi de 1,7 ponto em relação ao mês passado.

Leia mais: Confiança da construção cai 1,4 ponto em fevereiro, diz FGV

Confiança do comércio sobe 1,7 ponto em fevereiro

Concessão do trecho sul da rodovia BR-101

O grupo CCR  propôs a menor oferta de pedágio no leilão de hoje para a concessão do trecho sul da BR-101, em Santa Catarina. Pela proposta de R$ 1,97012, o grupo controlará cerca de 220km de estrada entre os municípios de Paulo Lopes e a divisa com o estado do Rio Grande do Sul. O leilão foi realizado hoje pela manhã na B3, em São Paulo.

Leia mais: CCR vence leilão de concessão do trecho sul da rodovia BR-101


Publicidade

  • Aplicativo SpaceMoney



  • Parceria r7.com

  • Simulador Online de Investimentos SPACEMONEY

    Acesse nosso Simulador de Investimento e descubra as melhores aplicações financeiras para o seu bolso e perfil.

    Simulador Online
  • © 2020 – SpaceMoney Brasil Informações e Sistemas Ltda. Todos os Direitos Reservados.
    A SpaceMoney é um veículo informativo e não faz recomendações de investimentos, não podendo ser responsabilizada por perdas, danos (diretos, indiretos e incidentais), custos e lucros cessantes.