fbpx

Parceria r7.com

Investing.com – Entra em vigor nesta quinta-feira (22) a nova regra da CVM, que permite as negociações de BDRs a todos os investidores na B3 (SA:B3SA3). Antes, a diversificação internacional dos BDRs era permitida apenas para investidores com mais de R$ 1 milhão.

BDRs, ou Brazilian Depositary Receipts, são recibos de ações negociadas no exterior. Estes recibos permitem que os investidores tenham os mesmos direitos do que os acionistas da empresa, como de receber dividendos e direitos caso a empresa seja vendida.

Uma das principais vantagens dos BDRs é a diversificação da carteira de investimentos, permitindo proteção em relação a eventos macroeconômicos do Brasil, “uma vez que a fatia alocada em ações internacionais não seria impactada pela condição econômica brasileira”, explica a XP. Ainda que a maior parte das empresas listadas em BDRs seja dos EUA, algumas delas têm boa parte de seu faturamento vindo de fora dos EUA, o que significa que a diversificação geográfica é ainda maior.

Outra vantagem é a possibilidade de investir em empresas listadas no S&P e na Nasdaq 100, que representam, respectivamente, 15% e 33% do mercado acionário global. Além disso, a variedade de empresas trazidas pelos BDRs permite uma diversificação setorial, visto que traz recibos de setores pouco presentes no Brasil, como tecnologia, comunicação e saúde. Para se ter uma ideia, há 550 BDRs, contra 330 ações locais na bolsa brasileira.

Em sua carteira recomendada, a XP recomenda os recibos de Facebook (SA:FBOK34), em que aposta no crescimento do varejo e dos meios de pagamentos; Johnson & Johnson (SA:JNJB34), que tende a ser defensiva para ambientes incertos e deve crescer em pesquisa, desenvolvimento e distribuição de novos medicamentos, além da retomada da demanda por equipamentos cirúrgicos e potenciais aquisições; e Amazon (SA:AMZO34), que está bem posicionada para se beneficiar da migração para o digital e deve crescer em tecnologia aeroespacial, logística para terceiros e carros autônomos.

A corretora aposta ainda em Microsoft (SA:MSFT34), que a XP acha deve crescer em trabalho remoto, computação e games em nuvem e plataforma social; Alphabet (SA:GOGL34), cujas apostas de crescimento são inteligência artificial, direção autônoma e saúde; e Walt Disney (SA:DISB34), bem posicionada estruturalmente, que deve crescer em sua plataforma de streaming.

Finalmente, compõem o restante da carteira Activision Blizzard (SA:ATVI34), cujas apostas de crescimento são jogos grátis e jogos para dispositivos móveis; Berkshire Hathaway (SA:BERK34), aposta de investidores que focam no longo prazo; Nike (SA:NIKE34), bem posicionada frente aos competidores, com destaque na estratégia disruptiva de vendas digitais; e Alibaba (SA:BABA34), bem posicionada para capturar o crescimento do consumo online.


Publicidade

  • Aplicativo SpaceMoney



  • Quer saber mais sobre investimentos?

  • Parceria r7.com

  • Simulador Online de Investimentos SPACEMONEY

    Acesse nosso Simulador de Investimento e descubra as melhores aplicações financeiras para o seu bolso e perfil.

    Simulador Online
  • © 2020 – SpaceMoney Brasil Informações e Sistemas Ltda. Todos os Direitos Reservados.
    A SpaceMoney é um veículo informativo e não faz recomendações de investimentos, não podendo ser responsabilizada por perdas, danos (diretos, indiretos e incidentais), custos e lucros cessantes.