Notícias que impactam suas ações e investimentos!

Charge: Semana movimentada tem presidente Trump fazendo hora extra no Twitter

SpaceCast - Ouça esta matéria clicando abaixo:

Por Jesse Cohen

Investing.com – Em uma semana movimentada, o Federal Reserve cortou os juros como amplamente esperado na quarta-feira, mas as projeções dos diretores mostraram que não estão previstas reduções adicionais em 2019, provocando uma repreensão rápida e aguda de Donald Trump.

O presidente dos EUA, que segue pressionando o Fed para cortar as taxas de juros para “zero ou menos”, tuitou seu descontentamento logo após o banco central ter baixado a taxa básica de juros pela segunda vez este ano, para a faixa de 1,75% a 2,00%.

Trump criticou o presidente do Fed, Jerome Powell, dizendo que o chefe do banco central “não tinha coragem” e falhou novamente. “Um péssimo comunicador”, acrescentou.

O gráfico de pontos (dot-plot, em inglês), que resume as previsões dos 17 diretores do Fed, mostrou sete esperando um terceiro corte de taxa este ano, cinco vendo o corte de taxa atual como o último de 2019 e cinco que parecem ter sido contra a ação de quarta-feira.

No futuro, “dependeremos muito dos dados” para decidir outras mudanças nas taxas, disse Powell em entrevista coletiva após o anúncio do Fed.

As chances de um corte em outubro caíram de 65%, no início do mês, para 45% de acordo com o Monitor do Fed do Investing.com.

Enquanto isso, no mercado de commodities, o preço do petróleo variou fortemente após os ataques na Arábia Saudita no fim de semana desencadearem um choque no mercado. Os traders viram o preço saltar quase 20% na abertura do mercado, mas devolveram boa parte da alta. A volatilidade, contudo, ainda é um risco, já que as tensões no Oriente Médio continuam elevadas.

Trump tuitou na quarta-feira que ordenou que o secretário do Tesouro, Steven Mnuchin, “aumentasse substancialmente” as sanções contra Teerã, quem culpou pelos ataques aos sauditas.

Para ver mais dos quadrinhos semanais do Investing.com, visite: http://br.investing.com/analysis/comics

A Reuters contribuiu para esta matéria.

Parceria

Receba notícias diretamente em seu celular ou tablet. Inscreva-se agora!