fbpx

Parceria r7.com

A maioria dos pais quer garantir que o filho tenha um futuro confortável e sem sustos. Uma das maneiras de fazer isso pode ser aplicando para o seu filho. Para isso, basta que a criança tenha uma conta bancária com o nome e CPF dela.

O planejador financeiro CFP e especialista de investimentos da Magnetis, Daniel Jannuzzi, lembra que, no longo prazo, é possível assumir mais riscos e diversificar a carteira. “Nesse caso, é interessante buscar o equilíbrio do portfólio de investimentos, de forma que diferentes estratégias de diferentes ativos se complementem e, assim, maximizar a relação risco-retorno a longo prazo”, explicou.

A recomendação do especialista é usar o tempo a seu favor, ajustando o perfil de risco da carteira de acordo com a idade da criança e seu objetivo no futuro. “Ao começar a poupar desde os primeiros anos de vida, esse pequeno investidor pode começar em um perfil mais arrojado. Conforme o prazo do objetivo começa a se aproximar, sempre orientamos os investidores a começar a fazer uma migração para um perfil mais conservador”, compartilhou.

Para ajudar a pensar em uma estratégia de investimentos que acompanhe o crescimento da criança, considerando que o objetivo seja resgatar o dinheiro aos 18 anos para pagar um curso ou faculdade, o especialista sugeriu um exemplo com carteiras para diferentes fases da infância:

De 0 a 10 anos

●     22% da carteira alocada em CDBs, LCIs e LCAs com prazo de vencimento longo

●     10% da carteira alocada em fundos de crédito privado com rentabilidade acima do CDI

●     27% da carteira alocada em cotas de fundos multimercados

●     41% da carteira alocada em ações brasileiras e internacionais

 

De 10 a 15 anos

●     56% da carteira alocada em CDBs, LCIs e LCAs com prazo de vencimento longo

●     10% da carteira alocada em fundos de crédito privado com rentabilidade acima do CDI

●     14% da carteira alocada em cotas de fundos multimercados

●     20% da carteira alocada em ações brasileiras e internacionais

De 15 a 18 anos

●     70% da carteira alocada em CDBs, LCIs e LCAs com prazo de vencimento longo (a partir de 2 anos. Assim a alíquota do imposto de renda é menor)

●     10% da carteira alocada em fundos de crédito privado com rentabilidade acima do CDI

●     20% da carteira alocada em cotas de fundos multimercados

[rock-convert-cta id=”52614″]


Publicidade


  • Produtos/Serviços SpaceMoney

  • Parceria r7.com

  • Simulador Online de Investimentos SPACEMONEY

    Acesse nosso Simulador de Investimento e descubra as melhores aplicações financeiras para o seu bolso e perfil.

    Simulador Online
  • © 2020 – SpaceMoney Brasil Informações e Sistemas Ltda. Todos os Direitos Reservados.
    A SpaceMoney é um veículo informativo e não faz recomendações de investimentos, não podendo ser responsabilizada por perdas, danos (diretos, indiretos e incidentais), custos e lucros cessantes.