Produtos/Serviços Parceiros

Parceria r7.com

Investing.com – O presidente dos EUA Donald Trump diz que só poderá fazer um acordo com a China após as eleições do ano que vem e suas relações diplomáticas com o presidente francês Emmanuel Macron também não melhoraram. Trump chamou o presidente francês de “insolente” e “desrespeitoso” antes da cúpula da Otan hoje. As ações caíam e os ativos porto seguros subiam no mercado.

Já a próxima reunião da OPEP + dará um novo rumo ao relatório do setor privado de hoje sobre os suprimentos de petróleo dos EUA. No Brasil, a atividade econômica do terceiro trimestre surpreendeu os analistas.

Aqui está o que você precisa saber nos mercados financeiros na terça-feira, 3 de dezembro.

1. Trump atrasa acordo comercial

O presidente Donald Trump comentou a possibilidade de adiar o acordo comercial com a China até depois das eleições de 2020, abalando os mercados que estavam em alta acreditando nas promessas de que o acordo estava chegando ao fim.

“De certa forma, gosto da ideia de esperar até depois da eleição para o acordo com a China”, disse Trump a repórteres em Londres antes de uma cúpula de líderes da aliança da Otan. Ele acrescentou que a China “quer fazer um acordo agora e nós veremos se o acordo vai ou não ser certo. ”

Os comentários de Trump acontecem menos de duas semanas antes do início da próxima rodada de tarifas sobre as importações chinesas. As novas tarifas afetariam uma ampla gama de produtos, dificultando o amortecimento do impacto da política de preços sobre os consumidores dos EUA. Eles também vieram um dia depois que Trump anunciou novas tarifas contra importações de aço e alumínio do Brasil e da Argentina, que ele acusou de estarem manipulando a moeda.

2. A França contra-ataca a retaliação de Trump

O governo francês disse que retaliaria contra a decisão do presidente Trump de impor tarifas de até 100% sobre US$ 2,4 bilhões em produtos franceses, uma medida que Trump denominou na segunda-feira como retaliação à iniciativa da França de introduzir um imposto sobre serviços digitais que afeta principalmente gigantes dos EUA como o Facebook e Amazon.com (NASDAQ:AMZN).

O escritório do Representante de Comércio dos EUA também alertou que outros países com impostos digitais também poderiam estar sujeitos a sanções. Eles incluem Itália, Áustria e Turquia, enquanto o Reino Unido pretende introduzir um a partir do próximo ano.

O ministro das Finanças, Bruno Le Maire, disse em uma entrevista de rádio que os planos tarifários são “inaceitáveis” e não merecem apoio. Sobre o assunto de alianças – Trump disse antes da cúpula da Otan que o presidente francês Emmanuel Macron havia sido “desrespeitoso” ao chamar a aliança de “morte cerebral” em uma entrevista recente.

3. Ações orientadas para abertura em baixa

Os mercados de ações dos EUA devem ampliar as perdas de segunda-feira após fortes quedas na Ásia durante a noite, que se espalharam pelos mercados europeus na manhã de terça-feira, quando Trump levantou a possibilidade de não prosseguir com o prometido acordo comercial de ‘fase 1’ com a China.

Às 8h30 (horário de Brasília), os contratos futuros da Dow caíam 85 pontos ou 0,3%, enquanto os contratos futuros do S&P 500 caíam 0,3% e os da Nasdaq 100 caíam 0,4%.

Os ativos de refúgio tiveram um desempenho superior ao esperado. O Rendimento do Título EUA a 10 anos caía cinco pontos base, para 1,79%, enquanto os futuros de ouro subiam para uma alta de duas semanas de US$ 1.476,65 por onça troy.

4. PIB do Brasil cresce 0,6% no terceiro trimestre

A economia brasileira registrou uma expansão de 0,6% no terceiro trimestre comparado com os três meses anteriores, puxado por indústria e serviços, totalizando R$ 1,84 trilhão em valores correntes , segundo divulgação do resultado das Contas Nacionais realizado pelo IBGE nesta terça-feira de manhã. O crescimento econômico registrado no período superou a estimativa do mercado de alta de 0,4%.

Em relação ao mesmo trimestre do ano passado, a alta foi de 1,2%, a décima primeira alta consecutiva nesta base de comparação, também superando o consenso de 1% dos analistas de mercado. No acumulado até setembro, o PIB brasileiro registra expansão de 1%. De acordo com a instituição, a economia brasileira ainda está 3,6% abaixo do pico da série histórica, atingido no primeiro trimestre de 2014, quando iniciou o período de retração do PIB brasileiro até 2016.

O resultado acima da expectativa favorece os ativos brasileiros nos primeiros negócios da sessão desta terça-feira, se deslocando do pessimismo do exterior. O índice Ibovespa Futuros sobe 0,18% a 109.458 pontos às 09h29, enquanto o dólar registra uma queda de 0,47% a R$ 4,2032.

5. Petróleo atingido por comentários tarifários antes dos dados da API

Os futuros do petróleo estão lutando para permanecer em território positivo após o último comentário do auto-denominado “Tariff Man” (Donald Trump) lançar novas dúvidas sobre as perspectivas para a demanda global do próximo ano, antes das reuniões cruciais desta semana entre a Opep e seus aliados.

Às 8h30 da manhã, o futuro dos EUA subia 0,2%, a US$ 56,06 por barril, enquanto o Brent de referência internacional subia 0,1%, a US$ 60,95, ambos abaixo de 1% em relação aos máximos atingidos na segunda-feira, devido a relatórios de cortes mais profundos na produção.

As reuniões colocarão um foco mais nítido do que o habitual na atualização semanal do Instituto Americano de Petróleo (API, sigla em inglês), às 12h30 (horário de Brasília), sobre os suprimentos de petróleo dos EUA, que registraram alguns acúmulo de ações em seis das últimas oito semanas. As estimativas para os dados do governo, com vencimento na quarta-feira, sugerem que o mercado espera um empate de 1,8 milhão de barris.


Publicidade

  • Produtos/Serviços SpaceMoney

  • Parceria r7.com

  • Simulador Online de Investimentos SPACEMONEY

    Acesse nosso Simulador de Investimento e descubra as melhores aplicações financeiras para o seu bolso e perfil.

    Simulador Online
  • Produtos/Serviços Parceiros

    Produtos/Serviços Parceiros