fbpx

Parceria r7.com

Não deve ser nenhuma novidade para você que, quando acompanhamos nossos filhos, gastamos mais! É um chocolate aqui, um brinquedo baratinho que estava no caixa ali chamando por nós. Mas, mesmo sabendo que extrapolamos nessas ocasiões, as estatísticas surpreendem: 7 em cada 10 pais admitem que gastam mais quando estão na companhia das crianças; e quase 9 afirmam ser influenciados pelos filhos na hora das compras.

Sair com os filhos dá trabalho, pois demandam atenção, pedem coisas  (principalmente quando são mais novinhos), mas é justamente essa a nossa chance de ensinar o valor do dinheiro, mostrar como analisar quanto as coisas custam, descobrir se o item é caro ou barato para a nossa realidade financeira familiar, se o item é supérfluo ou necessário, se a promoção vale a pena.

Mas o que costuma acontecer com frequência é que nós, pais e mães de “coração mole” ou pais e mães sempre correndo contra o relógio, fazemos o quê? Cedemos aos pedidos dos nossos pequenos, compramos itens dos quais não precisamos, gastamos dinheiro que poderia estar comprometido para outra finalidade e perdemos a chance de ensinar sobre prioridades e planejamento de compra.

Se você vai sair para o comércio e vai levar seu filho junto, antecipe algumas situações que podem acontecer (guloseimas, brinquedos…) e estipule limites para o passeio. Nesse momento, vão aparecer chances de você precisar relembrar sobre as regras de compras no meio da loja, por exemplo. Mas pense que cumprir o orçamento planejado é uma habilidade financeira aprendida, algo que leva mesmo algum tempo. O importante é persistir e começar a educar sobre finanças desde cedo. 


Publicidade

  • Aplicativo SpaceMoney



  • Parceria r7.com

  • Simulador Online de Investimentos SPACEMONEY

    Acesse nosso Simulador de Investimento e descubra as melhores aplicações financeiras para o seu bolso e perfil.

    Simulador Online
  • © 2020 – SpaceMoney Brasil Informações e Sistemas Ltda. Todos os Direitos Reservados.
    A SpaceMoney é um veículo informativo e não faz recomendações de investimentos, não podendo ser responsabilizada por perdas, danos (diretos, indiretos e incidentais), custos e lucros cessantes.