O Ibovespa, principal índice acionário da B3, a bolsa brasileira, continua engatando sua queda desde o início da manhã desta terça-feira (26). Às 12h26, o marcador via seus números despencarem em 1,63%, aos 106.658,04 pontos.

A baixa pode ser explicada, no cenário externo, pelas incertezas quanto aos acordos de EUA e China e, no plano interno, na possível taxação de dividendos. Essa proposta foi afirmada pelo ministro da Economia, Paulo Guedes, em entrevista à Folha de S. Paulo.

Ainda ontem, o ministro deu um discurso que desanimou os mercados na sessão de hoje. Guedes disse que é natural o câmbio estar mais elevado em um cenário de taxa de juros mais baixa e menores gastos do governo.

Dólar

Após fechar ontem (25) com sua nova máxima histórica de R$ 4,21, o dólar comercial atingiu o recorde da máxima intradiária hoje, cotado a R$ 4,26. Às 12h36, o valor se mantinha com alta de 1,115%.

Hoje, 26, o Banco Central realizou um leilão à vista do dólar EUA. O lote mínimo foi de US$ 1.000.000,00 e a taxa de corte do leilão foi de R$ 4,2320.

As performances dos marcadores podem ser explicadas pelos acontecimentos do dia:

Guerra comercial

Os índices dos EUA, Europa e Ásia amanheceram em queda nesta manhã, sem direção definida. As conversas por telefone entre os representantes comerciais de Estados Unidos e China não animaram os mercados pelo mundo. Não ficou claro se a “fase 1” dos acordos serão firmados até 15 de dezembro, quando passarão a vigorar novas tarifas sobre produtos chineses.

Novo partido

Está para ser julgado hoje (26) pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) a permissão para a coleta de assinaturas digitais para a formação do novo partido de Jair Bolsonaro. Mesmo com a autorização, problemas de custo e logística devem atrasar a criação formal do Aliança pelo Brasil, o que impediria a legenda de concorrer às eleições de 2020 para prefeito.

Juros baixos

O ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou ontem (25), em entrevista em Washington, que o Brasil deverá se acostumar com um juros mais baixo e um câmbio mais alto daqui para frente.

Destaques da bolsa

Ontem, a JBS (JBSS3) chegou a performar com alta de 9%. Hoje, a companhia perde quase 1% em seus papéis.

Além disso, os destaques negativos seguem para os bancos e companhias aéreas, majoritariamente por conta da alta do câmbio. A Azul (AZUL4) e a Gol (GOLL4) perdiam 6,26% e 4,73, às 12h49, respectivamente.

No mesmo horário, o Itaú, o Bradesco e o Banco do Brasil registravam queda de 1,96%, 1,61% e 1,53%, respectivamente.

  • Simulador Online de Investimentos SPACEMONEY

    Acesse nosso Simulador de Investimento e descubra as melhores aplicações financeiras para o seu bolso e perfil.

    Simulador Online