Notícias que impactam suas ações e investimentos!

Impeachment de Trump entre as 5 notícias de hoje

SpaceCast - Ouça esta matéria clicando abaixo:

Investing.com – Abertura do processo de impeachment contra o presidente dos EUA Donald Trump, cujas palavras na Assembleia-Geral da ONU na terça-feira continuam causando calafrios durante a noite nos mercados globais. Além disso, Adam Neumann é destituído do cargo de CEO da WeCompany e os preços do petróleo caem ainda mais com informações positivas da Arábia Saudita. Aqui está o que você precisa saber nos mercados financeiros nesta quarta-feira, 25 de setembro.

1. Processo de impeachment contra Trump

A presidente da Câmara dos Representantes, Nancy Pelosi, anunciou um processo de impeachment contra o presidente Donald Trump, a primeiro etapa do processo oficial para removê-lo do cargo, sob a acusação de violação do seu juramento sob a Constituição.

A medida vem depois das revelações de que Trump reteve a ajuda militar da Ucrânia e estimulou seu novo presidente Volodymyr Zelensky a investigar uma possível corrupção em uma empresa de energia local em cujo conselho Hunter Biden – filho do mais provável adversário de Trump nas eleições do próximo ano, o senador democrata Joe Biden – era membro do Conselho de Administração.

O impeachment exigiria a aprovação das duas Casas do Congresso dos EUA, incluindo uma maioria de dois terços do Senado, algo que parece improvável em vista do controle dos republicanos no Senado e da lealdade do partido a Trump.

2. Ações devem abrir em baixa após retórica agressiva de Trump contra China e Irã

Os mercados de ações dos EUA devem abrir em baixa, com a tempestade política em Washington desencadeando uma onda de aversão ao risco. A agitação política segue uma mudança de sentimento depois da dura retórica de Trump contra as práticas comerciais chinesas em seu discurso no púlpito da Assembleia-Geral da ONU na terça-feira.

Às 7h00, o futuros do Dow 30 e o futuros do S&P 500 caíam 0,2%, enquanto o futuros do Nasdaq 100 caía 0,3%. Os mercados asiáticos também fecharam em baixa durante a noite, enquanto os principais mercados da Europa caíam 1% ou mais após o início das negociações.

Um raro ponto positivo na enxurrada de notícias sombrias foi a Nike (NYSE:NKE), que aponta para uma uma abertura em alta depois de subir 5,5% nas negociações após o fechamento do mercado, com a perspectiva de um período otimista no primeiro trimestre do ano fiscal de 2020.

3. Discursos dos membros do Fed vão analisar dados sombrios?

Haverá discursos de três principais autoridades do Federal Reserve para informar aqueles que querem saber para que lado o vento monetário está soprando após alguns dias amplamente desencorajantes em razão da divulgação de dados econômicos ruins de todo o mundo,

O presidente do Fed da Chicago, Charles Evans, fala às 9h, seguido por Esther George (que discordou da decisão deste mês de reduzir o intervalo de metas para os fundos do Fed) e Lael Brainard, ambos com falas às 11h.

4. Neumann deposto da WeWork

Adam Neumann foi destituído como executivo-chefe da WeCompany, controladora do provedor de espaço de escritórios compartilhados WeWork, em uma tentativa de investidores e diretores externos de levar o IPO estagnado da empresa de volta aos trilhos.

Suas funções serão divididas entre dois novos co-CEOs: Artie Minson, atualmente diretor financeiro da WeCompany, e Sebastian Gunningham.

Os direitos de voto de Neumann também serão reduzidos: suas ações de supervotação agora terão apenas três votos cada, em vez de 10. O The Wall Street Journal informou que é improvável que o IPO da WeCompany ocorra este ano.

O IPO da fabricante de bicicletas ergométricas Peloton, por outro lado, ainda está em andamento para acontecer nesta semana, embora no limite inferior da faixa, segundo vários relatórios.

5. Petróleo cai mais antes dos estoques

petróleo caía ainda mais durante a noite, com preocupações sobre a demanda global combinadas com garantias sobre a oferta da Arábia Saudita.

A Saudi Aramco anunciou que os trabalhos de reparo nas instalações de processamento de Abqaiq, que preparam grande parte do petróleo bruto do país para exportação para os mercados mundiais, estavam adiantados.

Às 11h, o governo dos EUA divulgará sua visão geral semanal do mercado doméstico de petróleo. Dados privados do Instituto Americano de Petróleo divulgados na terça-feira sugeriram que os estoques de petróleo subiram surpreendentemente 1,4 milhão de barris, em vez dos 250.000 barris esperados pelo mercado.

Às 7 da manhã, os futuros de petróleo bruto estavam em US$ 56,55 por barril, queda de 1,3%, enquanto o petróleo bruto Brent estava em US$ 62,14, queda de 1,5%.

Parceria

Receba notícias diretamente em seu celular ou tablet. Inscreva-se agora!