Produtos/Serviços Parceiros

Parceria r7.com

Por Gabriel Codas, da Investing.com – Na abertura da jornada desta quinta-feira as ações do IRB Brasil (SA:IRBR3) operam com forte desvalorização, depois que o conselho de administração aprovou na véspera o aumento do capital social de até R$ 2,3 bilhões com a emissão de ações ordinárias para subscrição privada ao preço de R$ 6,93 por papel.

Por volta das 10h20, os ativos cediam 8,48% a R$ 8,53.

Os subscritores da oferta, Itaú e Bradesco, recuavam 0,6% e 0,1% respectivamente.

O valor representa um desconto de 25,6% em relação ao preço de fechamento das ações na quarta-feira. Em 2020, elas acumulam declínio de 76%, respondendo pelo pior desempenho entre os papéis listados no Ibovespa.

O IRB Brasil havia anunciado na semana passada a contratação de bancos para coordenar a captação bilionária de recursos para repor provisões técnicas regulatórias fragilizadas por uma fraude contábil.

Os recursos contribuirão para o reenquadramento da companhia aos critérios definidos pela Superintendência de Seguros Privados (Susep) para cobertura de provisões técnicas e margem adicional de liquidez regulatória, segundo fato relevante.

Visão dos analistas

A XP Investimentos destaca novidades no anúncio feito pelo IRB Brasil, como o fato dos sócios Itaú e Bradesco (SA:BBDC4) se comprometeram a aportar no mínimo seus direitos de subscrição. O preço por ação 26% abaixo do fechamento de ontem e possivelmente para incentivar a subscrição dos atuais acionistas. Além da diluição entre 24% a 26% para acionistas que não subscreverem a oferta.

Para o analista da corretora, a oferta possivelmente coloca um fim na inspeção pela SUSEP na resseguradora, aponta a XP.

“Continuamos com a cobertura sob revisão devido às incertezas remanescentes relacionadas aos impactos com reguladores, clientes, retrocessionários e crescimento de prêmios”, destaca a XP.

Mais detalhes

Ainda, a capitalização fortalecerá a estrutura de capital da empresa e, incrementará sua solvência, o que permitirá a implementação de outras estratégias de negócios para os próximos anos, afirmou.

Os acionistas Bradesco Seguros e Itaú Seguros comprometeram-se a acompanhar o aumento em suas participações proporcionais no capital do IRB, de cerca de 15,4% e 11,3%, respectivamente, com aporte de, no mínimo, R$ 355 milhões e R$ 259,7 milhões.

Eles consideram, ainda, subscrever ações eventualmente não subscritas durante o período de subscrição. O aumento de capital será no montante mínimo de 2,1 bilhões de reais e prevê emissão de 303.030.304 ações no mínimo e 331.890.331 papéis no máximo.

Acionistas terão direito de preferência para subscrever ações na proporção de 0,35938828 nova ação ordinária para cada 1 ação de que forem titulares no fechamento do pregão da B3 do dia 13 de julho.


Publicidade

  • Produtos/Serviços SpaceMoney

  • Parceria r7.com

  • Simulador Online de Investimentos SPACEMONEY

    Acesse nosso Simulador de Investimento e descubra as melhores aplicações financeiras para o seu bolso e perfil.

    Simulador Online
  • © 2020 – SpaceMoney Brasil Informações e Sistemas Ltda. Todos os Direitos Reservados.
    A SpaceMoney é um veículo informativo e não faz recomendações de investimentos, não podendo ser responsabilizada por perdas, danos (diretos, indiretos e incidentais), custos e lucros cessantes.

    Produtos/Serviços Parceiros

    Produtos/Serviços Parceiros