Notícias que impactam suas ações e investimentos!

Mirae Asset atualiza carteiras de outubro com quatro trocas; confira as mudanças

SpaceCast - Ouça esta matéria clicando abaixo:

Investing.com – A Mirae Asset atualizou nesta terça-feira a carteira recomendada de ações para outubro, realizando quatro alterações dos dez ativos que compõem a lista. Deixam o portfólio Banrisul (SA:BRSR6), Bradesco (SA:BBDC4), Engie (SA:EGIE3) e Usiminas (SA:USIM5) para as entradas de Copel (SA:CPLE6), Cosan (SA:CSAN3), Pão de Açúcar (SA:PCAR4) e Rumo (SA:RAIL3).

Em setembro, a carteira Meta teve alta de 2,7%, ficando abaixo dos ganhos de 3,57% do Ibovespa no período. Kroton (SA:KROT3) foi destaque positivo, com ganhos de 10,9%, com MRV (SA:MRVE3) na ponta oposta recuando 10,5%.

Na carteira de dividendos, as perdas foram de 0,5%, abaixo do índice de referência, que somou 1,9%. Na Small Caps, os ganhos foram de 2,8%, contra 2,1% de sua referência.

Outubro inicia com o feriado prolongado de 7 dias na China, mas que não vai interromper os preparativos para o encontro do dia 10 de outubro entre membros do alto escalão dos governos dos EUA x China para tratar de guerra comercial. Para os analistas, os indicadores de atividades tendem a continuar mostrando desaceleração neste início de mês.

Destaque para eventos importantes estarão ocorrendo ao longo do mês, como no caso da votação para presidente na Argentina, o conhecimento se o pedido de impeachment de Trump seguirá até o Senado e aqui deve ser finalizada a votação da PEC da Reforma da Previdência.

Os bancos centrais devem continuar agressivos com cortes de juros, incluindo o Bacen (Brasil) e cuidadosos com os sinais de desaceleração da economia global, para eventuais lançamentos de novos programas de estímulos. Não descartamos que em decorrência da piora do cenário econômico, China e EUA encontrem um modelo de trégua para a guerra comercial, pelo menos por um tempo.

Assim, A Mirae segue com uma visão positiva para o mercado acionário para o mês. O comportamento do dólar em relação ao real encontrou suporte no patamar de R$ 4,00, mas deverá sofrer pressão mais à frente quando for iniciado o processo de privatização no país e isto atrair grande fluxo da moeda por estrangeiros interessados nestes ativos. Já os juros devem seguir se ajustando ao novo patamar da Selic.

Carteira Meta: Copel (SA:CPLE6), Cosan (SA:CSAN3), JBS (SA:JBSS3), Kroton (SA:KROT3), MRV (SA:MRVE3), Pão de Açúcar (SA:PCAR4), Petrobras (SA:PETR4), Rumo (SA:RAIL3), Vale (SA:VALE3) e Via Varejo (SA:VVAR3).

Carteira Dividendos: Banrisul (SA:BRSR6), B3, Cemig (SA:CMIG4), EDP (SA:ENBR3) Brasil, Engie (SA:EGIE3) Brasil, Itaúsa (SA:ITSA4), MRV (SA:MRVE3), Porto Seguro (SA:PSSA3), TAESA (SA:TAEE11) e CTEPP.

Small Caps: Banrisul (SA:BRSR6), CVC (SA:CVCB3), Estácio (SA:YDUQ3), Fleury (SA:FLRY3), Met. Gerdau (SA:GGBR4), Odontoprev (SA:ODPV3), SulAmérica (SA:SULA11), TAESA (SA:TAEE11), Cteep e Via Varejo (SA:VVAR3).

Parceria

Receba notícias diretamente em seu celular ou tablet. Inscreva-se agora!