O resultado da Minerva (BBEF3) foi bom. O desempenho no terceiro trimestre de 2019 confirmou o bom momento de mercado e as expectativas positivas para os produtores de carne bovina da América do Sul.

Este foi o sétimo trimestre consecutivo com geração positiva de caixa livre, que atingiu 509,9 milhões de reais no período, totalizando 1,1 bilhão nos últimos 12 meses, novo recorde histórico.

As exportações responderam por 68% da receita bruta no trimestre. A empresa se manteve como a maior exportadora de carne bovina da América do Sul, aumentando sua participação de mercado de 18% para 21%.

Esperamos impacto positivo no preço das ações (BEEF3) no curto prazo. As boas expectativas com o aumento da exportação para o mercado asiático se confirmaram através do forte aumento do Ebitda e da margem Ebitda.

A exposição consolidada para o mercado chinês totaliza 9.940 cabeças por dia por meio de 7 plantas espalhadas pela América do Sul, um aumento de 54% ante o cenário anterior.

A receita líquida alcançou 4,5 bilhões no trimestre, expansão de 4% na comparação anual. Nos últimos doze meses, a receita líquida acumulou 16,9 bilhões de reais, um aumento de 8%. Com este resultado, a Minerva manteve o guidance de receita líquida para o ano de 2019, que era de 16,5 bilhões a 17,5 bilhões.

O Ebitda atingiu 454,5 milhões de reais, forte expansão de 25% ante o reportado no segundo trimestre, com margem Ebitda de 10,1% no trimestre, 100 pontos-base (centésimos de ponto percentual) acima da margem observada no trimestre anterior.

No lado negativo, a empresa continua apresentando prejuízos na última linha das demonstrações financeiras, apesar de o prejuízo líquido ter apresentado uma expressiva redução de 37% em relação ao mesmo período do ano passado. O prejuízo caiu para 82,7 milhões de reais no terceiro trimestre deste ano ante perdas de 132 milhões no mesmo período de 2018.

A dívida líquida no fim de setembro era de 6,1 bilhões de reais e a alavancagem financeira, medida através do múltiplo Dívida Líquida/EBITDA dos últimos 12 meses, permaneceu estável em 3,8x.

A empresa anunciou no início de outubro a criação de uma Joint Venture em conjunto com parceiros chineses, para maximizar os canais de distribuição no mercado chinês e atender à crescente demanda por proteína bovina na China, que hoje responde por aproximadamente 15% de todo o consumo global.

As perspectivas para o encerramento do ano seguem muito positivas: os reflexos do surto de Febre Suína Africana, devem continuar beneficiando diretamente os produtores de carne bovina da América do Sul, com forte aumento das exportações de carne para a China.

As exportações devem continuar muito fortes nos próximos trimestres, com elevação de preços de exportação para a China, o que deverá contribuir para o crescimento das receitas e maior rentabilidade das operações. 

  • Simulador Online de Investimentos SPACEMONEY

    Acesse nosso Simulador de Investimento e descubra as melhores aplicações financeiras para o seu bolso e perfil.

    Simulador Online