Com menor apetite a riscos e recentes crises políticas no plano nacional, investimentos no exterior são cada vez mais requisitados. Para quem não se enquadra como investidor qualificado, pode ser mais limitado, mas o mercado ainda possui suas alternativas, explica Mauricio Bezner, analista da XP Investimentos. 

“O momento nunca foi tão propício para diversificação internacional, não importa se você é um investidor qualificado ou não. E temos ótimas opções para quem quer melhorar o risco/retorno de suas carteiras”, define o autor do artigo.

Ele exemplifica “a possibilidade de investir lá fora comprando ativos nos mercados locais, como ETFs (fundos de índice), BDRs, índices futuros ou derivativos de balcão, como os swaps.” 

Leia mais: conheça os fundos que permitem investir no exterior sem tirar o dinheiro do Brasil

Alguns exemplos da XP para investidores em geral, não qualificados, são os fundos Trend Bolsa Americana FIM, com exposição ao índice americano S&P 500, “a partir de compra de contratos futuros negociados no Brasil”. E o Trend Bolsa Americana Dolar FIM, que segue a mesma lógica, mas está exposto à variação cambial do dólar.

Também há o Trend Tecnologia FIM, que replica o MSCI US Investable Market Information Technology, índice focado em ações no setor de tecnologia, como empresas de computadores, software e internet. Por fim, outro fundo disponível é o  Western Asset FIA BDR Nivel I, da Western Asset. Ele é aberto a investidores não qualificados que procuram rentabilidade acima do S&P 500.

O relatório completo está disponível neste link.

  • Simulador Online de Investimentos SPACEMONEY

    Acesse nosso Simulador de Investimento e descubra as melhores aplicações financeiras para o seu bolso e perfil.

    Simulador Online