Após decisão do STF, Ibovespa opera em queda e dólar sobe

SpaceCast - Ouça esta matéria clicando abaixo:

O Ibovespa, principal índice acionário da B3, a bolsa brasileira, iniciou a sessão desta sexta-feira (8) com queda de 0,75%, com 108.063 pontos, atualizado às 12h56. O mercado brasileiro segue a queda dos mercados europeu e asiático, tendo em vista a volta das incertezas da “fase 1” do acordo comercial entre EUA e China.

Dólar

O dólar está operando em alta de 1,18%, cotado a R$ 4,142, atualizado no mesmo horário.

Veja os fatos que podem influenciar o mercado nesta sexta-feira:

Cenário externo

Guerra comercial

Os mercados voltaram a reagir frente ao debate sobre as tarifas alfandegárias dos EUA sobre a China. A queda das taxas comerciais tem forte oposição dentro da Casa Branca e é condição imposta por Pequim para o fim da guerra comercial.

A “fase 1”, como está sendo chamado esse início de discussão sobre fim da guerra comercial, derrubou as bolsas internacionais de Ásia e Europa.

Cenário interno

Petróleo

Após os fracassos da semana no leilão dos campos de petróleo, na terça-feira (5) e quarta-feira (6), o governo do presidente Jair Bolsonaro pretende decidir pelo regime de concessão, quando a empresa tem direito de exploração e produção de petróleo, ao invés de partilha, quando a petroleira financia e realiza exploração e produção e fica com uma parte dos lucros.

Com o regime de concessão, o governo espera que mais empresas se interessem pelos poços de petróleo brasileiros. Segundo o ministro da Economia, Paulo Guedes, “Entendemos o recado e podemos pensar em rever preços ou mudar para concessão”.

STF

Ontem (7) o Supremo Tribunal Federal decidiu, por 6 votos a 5, que a prisão provisória de presos condenados em segunda instância. Esse mecanismo visava manter o réu em cárcere no caso de recorrer ao processo em instâncias superiores.

A decisão terá impacto em cerca de 4,8 mil presos, dentre eles, o ex-presidente Lula que, fora da cadeia, pode fortalecer a oposição contra o presidente Jair Bolsonaro e abalar o avanço da análise das propostas do governo no Congresso, lembrando que o PT e o PSL, partido do presidente, são as maiores bancadas na câmara dos deputados.

Leia mais sobre as notícias que podem influenciar o mercado na br.Investing.com

Receba notícias diretamente em seu celular ou tablet. Inscreva-se agora!