fbpx

Parceria r7.com

Por Leandro Manzoni, da Investing.com – As ações da C&A Brasil abriram em baixa nesta terça-feira na B3, após fechar acima de 7% na véspera. Os investidores realizam lucro sobre papel após o comunicado da varejista de moda ontem, de que os controladores holandeses continuam a apoiar a companhia.

Foi uma resposta da C&A a notícia do jornal Valor Econômico de segunda-feira, que informou eventual interesse dos controladores de vender sua participação na varejista de moda. “A Cofra confirma que nenhum processo está em andamento no que diz respeito à C&A Modas e a Cofra continua sendo apoiador do negócio e sua performance”, afirmou a C&A em fato relevante, referindo-se à holding controladora.

Por volta das 10h55, as ações da C&A (SA:CEAB3) caíam 3,42% a R$ 13,26, indo na contramão da alta do Ibovespa. O principal índice acionário brasileiro avançava 1,04% a 99.684 pontos.

Na véspera, os papéis da varejista de moda subiram 7,27% a R$ 13,73, com mínima em R$ 13,22 e máxima em R$ 14,19, com volume financeiro em R$ 93,31 milhões. O Ibovespa avançou 0,36% a 98.658 pontos.

Em 2020, os papéis acumulam queda de 23,72% até a sessão de ontem, com mínima de R$ 4,67 durante o auge da crise em 19 de março e máxima de R$ 18,22, alcançada ainda no primeiro pregão do ano.

Entenda

O jornal Valor Econômico informou ontem que o controlador da C&A Brasil estaria estudando a venda da operação brasileira, um ano após abrir o capital na bolsa brasileira.

De acordo com o jornal, a família Brenninkmeijer considera vender os 65% da posição que detém na operação brasileira, para concentrar as operações do grupo holandês na Europa. Se concretizada, a venda viria depois de a família desfazer das operações do México, em fevereiro, e da China, em agosto. Estariam interessados na subsidiária brasileira fundos de private equity. O jornal também afirma que a matriz tem prospectado o mercado, para testar interesse de fundos e grupos estratégicos.

Com operação em 18 de países, a C&A é a quarta maior varejista de moda do Brasil em número de lojas, com 288 estabelecimentos, e a terceira em receita, com faturamento em R$ 1,2 bilhão até junho deste ano.

IPO em 2019

A C&A Brasil realizou sua abertura de capital na B3 (SA:B3SA3) em outubro do ano passado, com a venda de 35% da posição da família Brenninkmeijer por quase R$ 814 milhões por meio de oferta secundárias. A venda de ações foi através de posições detidas por empresas da famílias (Cofra Investments e Incas S.A.). Além disso, o destino de 90% da oferta primária foi para o pagamento de empréstimos de empresas do grupo e apenas 10% para o plano de expansão.

O IPO saiu no piso da faixa indicativa, a R$ 16,50 por ação.

Veja os fatores que influenciam os mercados hoje


Publicidade

  • Aplicativo SpaceMoney



  • Quer saber mais sobre investimentos?

  • Parceria r7.com

  • Simulador Online de Investimentos SPACEMONEY

    Acesse nosso Simulador de Investimento e descubra as melhores aplicações financeiras para o seu bolso e perfil.

    Simulador Online
  • © 2020 – SpaceMoney Brasil Informações e Sistemas Ltda. Todos os Direitos Reservados.
    A SpaceMoney é um veículo informativo e não faz recomendações de investimentos, não podendo ser responsabilizada por perdas, danos (diretos, indiretos e incidentais), custos e lucros cessantes.