Produtos/Serviços Parceiros

Parceria r7.com

O Índice de Preços ao Consumidor – Classe 1 (IPC-C1), que mede a variação da cesta de compras de famílias com renda até 2,5 salários mínimos, registrou deflação (queda de preços) de 0,30% em maio deste ano. A taxa ficou abaixo da registrada em abril, que indicou inflação de 0,04%.

Segundo os dados divulgados hoje (5) pela Fundação Getulio Vargas (FGV), o IPC-C1 acumula taxas de inflação de 0,81% no ano e de 2,59% em 12 meses.

Na comparação com o Índice de Preços ao Consumidor – Brasil (IPC-BR), que mede a inflação para todas as faixas de renda, o IPC-C1 registrou deflação menos intensa em maio e inflação maior em 12 meses, já que o IPC-BR teve taxas de -0,59% em maio e de 1,83% em 12 meses.

Sete das oito classes de despesa que compõem o IPC-C1 registraram queda em suas taxas de variação de abril para maio: alimentação (de 1,29% para 0,67%), habitação (de 0,16% para -0,25%), educação, leitura e recreação (de -0,76% para -1,97%), saúde e cuidados pessoais (de 0,29% para 0,19%), despesas diversas (de 0,34% para 0,14%), transportes (de -1,87% para -1,97%) e comunicação (de 0,05% para 0,03%).

Por outro lado, o grupo vestuário teve alta na taxa, apesar de continuar registrando deflação (de -0,24% para -0,17%).


Publicidade

  • Produtos/Serviços SpaceMoney

  • Parceria r7.com

  • Simulador Online de Investimentos SPACEMONEY

    Acesse nosso Simulador de Investimento e descubra as melhores aplicações financeiras para o seu bolso e perfil.

    Simulador Online
  • Produtos/Serviços SpaceMoney

    Produtos/Serviços Parceiros