Como aprender a investir do zero? Confira nosso passo a passo

como aprender a investir do zero

Para quem está iniciando a educação financeira agora, é comum ter dúvidas sobre como aplicar seu dinheiro, quais ativos comprar e quais estratégias seguir. Afinal, não é fácil saber como aprender a investir do zero.

Nessas horas, é essencial buscar referências sobre o assunto, como a Space Money, que ajudam com conteúdo educativo, esclarecem dúvidas e ensinam sobre as particularidades da Bolsa de Valores e outras formas de aplicação.

Publicidade

Se você busca saber como aprender a investir do zero, nós podemos ajudar. Confira, a seguir, alguns passos essenciais que guiarão você até fazer seu primeiro investimento!

Determine um objetivo para os seus investimentos

A carreira de todo investidor, seja o Warren Buffet (“papa” dos investimentos), seja um iniciante, começa com uma única pergunta: o que você quer?.

Afinal, qual é o seu objetivo no mundo dos investimentos? Conseguir uma aposentadoria tranquila? Investir para seu filho? Viajar de férias? Comprar um carro? Seja qual for, é necessário ter uma meta para guiar as suas ações.

Nessas horas, é importante lembrar da fala do gato Cheshire em Alice no País das Maravilhas: “se você não sabe para onde ir, qualquer caminho serve”. Portanto, é importante determinar aonde quer chegar para saber qual caminho seguir.

Analise e entenda qual é o seu perfil de investidor

Muitos investidores interpretam um investimento como uma viagem. Em primeiro lugar, devemos determinar o destino. Isso foi feito no passo anterior. Depois, é importante escolher o meio de transporte. Isso é feito ao determinar qual é o seu perfil de investidor. No geral, o mercado classifica três perfis:

  • Conservador — é quem prefere receber um ganho potencial menor em troca de mais segurança e proteção;
  • Moderado — é quem busca o equilíbrio entre ganho potencial e risco;
  • Agressivo — é quem busca maior ganho potencial, mesmo que signifique lidar com investimentos mais arriscados.

É importante ter em mente que cada tipo de perfil de investidor tem as suas aplicações favoritas. Por exemplo, o perfil conservador destina a maior parte (se não a totalidade) do seu patrimônio a investimentos de Renda Fixa, protegidos pelo Fundo Garantidor de Créditos.

Já o perfil agressivo busca mais opções de Renda Variável, como o mercado de ações, fundos cambiais e outros ativos. Aqueles de perfil moderado buscam o equilíbrio, usando os fundos de investimento e imobiliários como principais ativos.

Você pode conquistar qualquer objetivo sendo de qualquer perfil de investidor. O que vai diferenciar é o tempo e o trajeto para atingir suas metas com base nas aplicações que se sentir mais confortável fazendo.

Então, se você ainda não sabe qual o seu perfil de investidor, faça um teste rápido preparado pela SpaceMoney. Leva menos que cinco minutos e o resultado sai na hora!

Desenvolva conhecimentos sobre investimentos

Depois de saber quais são os seus objetivos e qual seu tipo de investidor, é hora de começar a aprimorar a sua educação financeira. Isso significa estudar bastante sobre tipos de investimentos e o impacto que as movimentações da economia causam nas suas aplicações.

Essencialmente, para saber como aprender a investir do zero, você precisará saber diferenciar os investimentos de Renda Fixa e os de Renda Variável. Depois, deverá dominar os mecanismos de funcionamento de todos eles, incluindo o Tesouro Direto, CDBs, fundos imobiliários, ações, câmbio e muito mais.

Além do funcionamento dos investimentos, será importante conhecer detalhes importantes do mercado financeiro. Por exemplo, como a taxa de juros afeta o desempenho dos seus investimentos? E quando o dólar sobe, suas aplicações acompanham ou não?

Trabalhe a sua disciplina com as estratégias

Saber como aprender a investir do zero é um exercício que exige muita disciplina. Afinal, o mercado financeiro é complicado, com muitos mecanismos diferentes, conceitos complexos e uma chuva de letrinhas.

Além disso, é difícil ter paciência para esperar que todo o trabalho de aprendizado dê resultados. É normal ficar com a cabeça cheia de sonhos de lucro e rentabilidade, mas não conseguir lidar com a ansiedade quando isso demora a se tornar realidade.

No entanto, a parte emocional é extremamente importante em um investidor. É essencial controlar as suas emoções e deixar o lado racional guiar a estratégia de aplicações. Por isso, aproveite o começo da sua carreira para desenvolver a disciplina necessária para ter sucesso no futuro.

Tenha um orientador de confiança para ajudar no aprendizado

Começar a aprender como investir do zero sem o apoio de alguém é muito difícil, além de causar um enorme prejuízo pelos inevitáveis erros que serão cometidos por causa do desconhecimento.

Por isso, é importante selecionar um orientador de confiança, que ajude a guiar os seus estudos e a diminuir os erros do aprendizado. Uma opção interessante são os sites de investimentos, como a Space Money, que publicam artigos educativos com frequência (como este!).

Procure uma corretora que ofereça as melhores condições

Quando você estiver se sentindo confiante para começar a dar seus primeiros passos em investimentos, é hora de buscar por uma assessoria financeira que permita que você acesse as melhores aplicações disponíveis, com as condições apropriadas.

Isso é necessário porque, via de regra, não vale a pena investir por meio dos grandes bancos pela limitação de opções, que podem apresentar rendimento próximo ao da  Poupança. Para poder acessar investimentos mais complexos, é essencial ter uma conta em uma das muitas corretoras do Brasil.

Por isso, analise todos os pacotes de serviços das corretoras brasileiras e veja qual deles oferece as melhores condições para o seu perfil de investidor e as aplicações que você pretende ter em seu portfólio.

Por exemplo, pode ser que a Corretora X ofereça acesso privilegiado a uma gama maior de CDBs de bancos pequenos, enquanto a Corretora Y cobre menos nas compras e vendas de ações. Dessa forma, a Corretora X é a melhor para um perfil conservador, enquanto a Y é mais indicada para um investidor agressivo.

Procure um consultor

Não adianta se iludir. Mesmo investidores experientes, para aumentar suas chances de sucesso, raramente operam por conta própria, sem o aconselhamento de um consultor. Isso porque a menos que você se dedique integralmente aos investimentos, vai lhe faltar tempo para estudar as tendências do mercado e como as mesmas afetam cada modalidade de investimento.

diferentes tipos de consultores que podem lhe ajudar a gerir sua carteira de investimentos. Há desde o planejador financeiro, que auxilia seus clientes a organizar suas finanças de maneira integral, até assessores de investimentos (AI), que são os profissionais que fazem a intermediação entre as corretoras e os investidores. Analistas de investimentos, por sua vez, podem fazer recomendações específicas, como a de uma ação x ou de um fundo y.

Faça o primeiro investimento para saber como aprender a investir do zero

Escolhida a sua corretora, é hora de realizar o seu primeiro investimento para, finalmente, saber como aprender a investir do zero. Pois é, por mais preparado que você esteja em termos de teoria, é apenas na prática que você pode consolidar todo o conhecimento.

Claro, isso não significa que você deva pular direto para a parte prática sem estudar antes, pois as chances de errar são maiores. No entanto, existem certas coisas que apenas a experiência pode ensinar. Assim, é só com os primeiros investimentos que você pode desenvolver sua disciplina e dominar o funcionamento das suas aplicações.

Esses são os primeiros passos para quem quer saber como aprender a investir do zero. Seguindo todos, você começará a sua carreira de investidor com o pé direito e poderá aumentar as suas chances de sucesso.

Agora que você já viu como começar a investir, é provável que já tenha seu objetivo determinado na cabeça. Então, que tal partir para o segundo passo? Para isso, aprenda agora mesmo qual é o seu perfil de investidor em apenas 2 minutos!