Parceria r7.com

Por Geoffrey Smith – Investing.com – As Big Tech superaram as expectativas de lucro nos balanços divulgados ontem após o fechamento do mercado, mas a Alphabet (NASDAQ:GOOGL) – controladora do Google – é atingida por menores gastos com publicidade. Hoje é a vez da Big Oil divulgar os resultados do segundo trimestre.

A Europa segue os EUA ao relatar dados horríveis, se históricos, do PIB para o segundo trimestre, e o dólar atinge um nível mínimo de dois anos, à medida que a confiança na recuperação dos EUA diminui.

Aqui está o que você precisa saber nos mercados financeiros na sexta-feira, 31 de julho.

1. Não há monopólios aqui

Um dia depois de dizer aos legisladores dos EUA que não eram monopolistas, e em um dia em que a economia dos EUA confirmou sua maior contração desde o início dos registros, as gigantes da tecnologia publicaram resultados que os mostravam ganhando dinheiro como nunca antes.

A Apple (NASDAQ:AAPL), o Facebook (NASDAQ:FB) e, acima de tudo, a Amazon (NASDAQ:AMZN) superaram as expectativas dos três meses até junho. Somente os resultados da Alphabet continham indícios de que havia uma pandemia, com sua receita trimestral diminuindo pela primeira vez, já que os anunciantes diminuíram seus orçamentos.

“No momento, o mundo é da tecnologia e todo mundo está pagando aluguel”, disse Dan Ives, analista da Wedbush.

Essa realidade pode resultar em um questionamento mais urgente do próximo Congresso, que pode querer agendar novas audiências antitruste para o dia após seus ganhos, e não no dia anterior.

2. PIB da Europa no 2T foi ainda pior

É a vez da Europa mostrar a terrível situação do segundo trimestre de 2020. O PIB da zona do euro contraiu 12,1% nos três meses até junho em relação ao trimestre anterior, mais do que os 11,2% esperados e consideravelmente mais do que a queda trimestral de 9,5% em termos absolutos registrados pelos EUA na quinta-feira.

O maior declínio ocorreu na Espanha, onde o PIB caiu 18,5%, enquanto a França contraiu 13,8% e a Itália, 12,4%. A Itália teve o pior surto de toda a Europa, concentrada em sua região economicamente mais importante, a Lombardia. No entanto, o país também entrou em bloqueio primeiro, criando uma base mais baixa no final do primeiro trimestre.

No entanto, as vendas no varejo alemão e os dados de gastos do consumidor francês em junho superaram as expectativas, sublinhando que a economia já havia começado a se recuperar no final do trimestre.

3. Ações devem abrir em alta; Nasdaq brilha

As ações dos EUA devem abrir em alta, com os futuros da Nasdaq subindo com os resultados das gigantes da tecnologia após o fechamento da quinta-feira.

Às 8h48 (horário de Brasília), o contrato futuro do Dow subia 66 pontos, ou 0,2%, enquanto o contrato futuro do S&P 500 subia 0,3% e o contrato futuro do Nasdaq 100 subia 1,1%

Além dos ganhos das gigantes petrolíferas (veja abaixo), também devem publicar resultados Merck, AbbVie, Charter Communications (NASDAQ:CHTR), Colgate-Palmolive e Caterpillar antes da abertura sexta-feira, sendo que a última deles provavelmente chamará atenção especial, dado seu status de indicador da atividade comercial.

4. Dólar bate o menor nível desde maio de 2018 com temores de recuperação econômica

O dólar caiu para o nível mais baixo desde maio de 2018, com o enfraquecimento da confiança na capacidade dos EUA de se recuperar dos bloqueios de pandemia.

O fracasso dos legisladores em chegar a um acordo sobre o próximo pacote de medidas de estímulo significa que definitivamente haverá uma lacuna no pagamento de maiores benefícios de seguro-desemprego, de acordo com o chefe de gabinete da Casa Branca, Mark Meadows.

Isso ameaça não apenas atingir os níveis reais de gastos de cerca de 30 milhões de pessoas que recebem esses benefícios, mas também elevar o medo do desemprego futuro entre aqueles que ainda têm emprego, tornando-os menos inclinados a gastar.

Embora o vírus da Covid-19 tenha mostrado sinais de platô no sul e oeste nos últimos dias, a coordenadora da Força-Tarefa da Casa Branca Deborah Birx alertou na quinta-feira que a doença está se espalhando mais amplamente pelo Centro-Oeste, devido em grande parte às viagens desde que os bloqueios foram amenizados.

5. Depois da tecnologia, vem o petróleo

A Exxon Mobil (NYSE:XOM) e a Chevron (NYSE:CVX) irão divulgar seus resultados do trimestre em que os preços do petróleo se tornaram brevemente negativos.

Espera-se que os dois retornem às perdas líquidas depois de já sinalizarem sua intenção de fazer reduções massivas de certos valores de ativos, refletindo as expectativas de que os preços do petróleo permanecerão mais baixos por mais tempo do que anteriormente.

A ConocoPhillips (NYSE:COP), terceira maior produtora do país, disse na quinta-feira que perdeu mais de US$ 1 bilhão no trimestre devido a preços e produção mais baixos, mas acrescentou que espera voltar à produção máxima em setembro.

petróleo dos EUA subia 0,8%, a US$ 40,23 por barril, enquanto a referência internacional Brent subia 0,5%, a US$ 43,48 por barril.


Publicidade

  • SpaceSearch


  • Produtos/Serviços SpaceMoney

  • Parceria r7.com

  • Simulador Online de Investimentos SPACEMONEY

    Acesse nosso Simulador de Investimento e descubra as melhores aplicações financeiras para o seu bolso e perfil.

    Simulador Online
  • © 2020 – SpaceMoney Brasil Informações e Sistemas Ltda. Todos os Direitos Reservados.
    A SpaceMoney é um veículo informativo e não faz recomendações de investimentos, não podendo ser responsabilizada por perdas, danos (diretos, indiretos e incidentais), custos e lucros cessantes.

    CLIQUE AQUI E RECEBA O LINK DA LIVE

    CLIQUE AQUI E RECEBA O LINK DA LIVE