Produtos/Serviços Parceiros

Parceria r7.com

Aquele seu amigo que vive apertado, gastando demais e ganhando de menos, te pede dinheiro. Qual é a sua primeira reação? Quais fatores você vai levar em conta para tomar a sua decisão?

Pode ser que a amizade fale mais alto e você decida emprestar a quantia, mesmo com o histórico não tão bom do seu companheira. Mas saiba que instituição financeira nenhuma vai ser tão condescendente: a análise de crédito vasculha diversos aspectos da vida financeira de quem solicita. 

Os fatores avaliados variam de banco para banco, bem como de caso a caso. Para conhecer as principais variáveis que definem se você vai conseguir ou não seu financiamento, é só ler esta SpaceDica

1. Dados pessoais

As suas informações básicas, como nome, CPF e endereço são usadas para traçar o seu perfil. Além disso, elas são essenciais para verificar se há restrição no seu nome, como pendências de pagamentos em instituições como Serasa e SPC. Você mesmo pode consultar essas informações aqui, bem como monitorar se alguém procurou pelo CPF. 

Está precisando de crédito? Conheça as soluções da SpaceMoney

Com esses dados, é possível verificar se você já tem um relacionamento com a instituição, o que pode trazer vantagens de negociação para o empréstimo. Por outro lado, se você já se relacionou com aquele banco e houve problemas, como atrasos em pagamentos, isso pode dificultar a sua vida. 

2. Perfil de crédito

O perfil de crédito ajuda a instituição a entender como é sua relação com crédito — se, em operações passadas, você honrou seus compromissos, por exemplo. Atrelado ao seu perfil de crédito há uma pontuação, que informa sobre seu risco de inadimplência. 

Se sua nota vai até 300 pontos, pode ser difícil conseguir crédito, já que esses pontos são associados a alto risco de inadimplência. O ideal é ter entre 700 e 1000 pontos, que mostram que você é um bom pagador. 

3. Renda

Para saber se você pode arcar com as dívidas, o banco vai consultar, é claro, quanto você ganha. Além disso, ao checar o seu salário, é possível calcular uma parcela adequada ao seu orçamento — geralmente, ela não passa de 30% do seu rendimento mensal. 

Leia mais: 5 dicas para conseguir um empréstimo em meio à pandemia

Se você trabalha em regime CLT, o valor a ser analisado será seu salário. Se você é MEI ou ME, a instituição vai checar suas movimentações bancárias dos últimos meses para entender a média do que você recebe mensalmente. 

4. Garantias

Outra coisa que pode entrar na análise de crédito são os bens que você pode dar como garantia. Eles serão usados para quitar a sua dívida caso você não consiga cumprir com as parcelas. 

Quanto maiores as garantias oferecidas, menor o risco de inadimplência para o banco. Assim, carros e casas, por exemplo, podem entrar na conta. Mas deve-se ter muito cuidado para não comprometer patrimônio! 

5. Contexto

Por fim, o contexto econômico maior no qual o solicitante de crédito está inserido pode ser incluído na análise. No contexto atual de pandemia e instabilidade econômica, por exemplo, os bancos ficam mais resistentes a conceder empréstimos, já que a maioria das famílias está passando por uma situação complicada. 

Nesse item, também entra o setor na qual o tomador de crédito se insere, a região onde mora e até mesmo o risco de catástrofes naturais e outros imprevistos aos ele está exposto.


Publicidade

  • Produtos/Serviços SpaceMoney

  • Parceria r7.com

  • Simulador Online de Investimentos SPACEMONEY

    Acesse nosso Simulador de Investimento e descubra as melhores aplicações financeiras para o seu bolso e perfil.

    Simulador Online
  • © 2020 – SpaceMoney Brasil Informações e Sistemas Ltda. Todos os Direitos Reservados.
    A SpaceMoney é um veículo informativo e não faz recomendações de investimentos, não podendo ser responsabilizada por perdas, danos (diretos, indiretos e incidentais), custos e lucros cessantes.

    CLIQUE AQUI E RECEBA O LINK DA LIVE 30 MINUTOS ANTES

    CLIQUE AQUI E RECEBA O LINK DA LIVE 30 MINUTOS ANTES