O Ibovespa, principal índice acionário da B3, a bolsa brasileira, encerrou o pregão desta segunda-feira (1º) com valorização de 1,39%, aos 88.620,10 pontos.

Após operar em queda na primeira hora da sessão, o Ibovespa adotou viés de alta, com a ajuda das ações de bancos e acompanhando o otimismo internacional com o processo de reabertura de algumas das principais economias do mundo.

O dólar comercial, por sua vez, também apresentou alta, refletindo o menor apetite ao risco entre os investidores estrangeiros. No fechamento, a moeda dos EUA se valorizou 0,82% ante o real, na cotação de R$ 5,384.

Veja os principais fatores que influenciaram o mercado financeiro na sessão de hoje:

Mercados internacionais

No Japão, o Nikkei 225 fechou com alta de 0,84%. Já a bolsa de Xangai encerrou a sessão com ganhos de 2,21%.
Na Europa, DAX 30 está fechada devido a feriado local. FTSE 100 teve alta de 1,48%. CAC 40 ganhou 1,43%.
Nos Estados Unidos, Dow Jones, S&P 500 e Nasdaq subiram 0,37%, 0,40% e 0,67%, respectivamente.

Nos EUA

Os Estados Unidos permanecem com suas noites tomadas pelos protestos antirracistas, pedindo justiça pela violência policial contra negros. O estopim foi o assassinato de George Floyd, que morreu sufocado com um policial branco ajoelhado em seu pescoço.

As tensões no exterior ficam por conta da relação com a China: após Pequim impôr lei de segurança nacional à Hong Kong, o presidente norte-americano Donald Trump disse que “revogará o tratamento preferencial” do território. O líder dos EUA também prometeu sanção às autoridades chinesas. Enquanto isso, na manhã de hoje, a China suspendeu a importação agrícola dos EUA.

No Brasil

O fim de semana no Brasil também foi marcado por protestos, que acabaram em confrontos entre apoiadores do presidente Jair Bolsonaro e os opositores do governo. O ministro do Supremo Tribunal, Celso de Mello, comparou o momento político do Brasil à ascensão do ditador Adolf Hitler, na Alemanha, na década de 1930.

Coronavírus

Enquanto acumula cerca de 30 mil óbitos por Covid-19, diversas localidades no Brasil adotam flexibilização do isolamento social a partir de hoje: os estados do Amazonas, Maranhão e Ceará começam nesta segunda a abertura gradual. O Rio de Janeiro prorrogou a quarentena por mais uma semana, enquanto o plano de retorno de atividades em São Paulo prevê mais 15 dias de distanciamento.

Enquanto isso, na China, Instituto de Produtos Biológicos Beijing e o Grupo Nacional de Biotecnologia da China anunciaram progresso no desenvolvimento de vacina para o novo coronavírus, com previsão de lançamento no mercado no final do ano.

  • Simulador Online de Investimentos SPACEMONEY

    Acesse nosso Simulador de Investimento e descubra as melhores aplicações financeiras para o seu bolso e perfil.

    Simulador Online