Quem acompanha o mercado financeiro deve ter visto os memes e posts que circularam na última quarta-feira (24) sobre a briga entre o banco Itaú e a XP Investimentos. No meio de tudo, a figura dos agentes autônomos.

Mas, na verdade, a disputa começou na TV, com o lançamento de uma campanha do Itaú Personnalité, em que é questionada a isenção dos agentes autônomos de corretoras.

A propaganda, que começou a circular na última terça-feira (23), ataca o modelo de distribuição da maior plataforma de investimentos do país, a XP. Hoje, a corretora conta com mais de 7 mil agentes autônomos de investimetnos (AAIs) que distribuem os produtos da XP. A peça de marketing do Itaú, que é sócio da XP, insinua que, pelo modelo de comissionamento, os AAIs oferecem investimentos que remunerem melhor a eles.

A resposta da XP veio por meio do LinkedIn do CEO Guilherme Benchimol, que afirmou que a empresa conta “com mais de 7.000 assessores independentes, que trabalham incansavelmente para trazer as melhores oportunidades para os investidores”. Mais tarde, a própria corretora replicou o texto em suas redes sociais.

Nesta quinta-feira, o Itaú voltou a provocar a XP com um post patrocinado em suas redes, em que faz piada com o colete que seriam vestidos pelos corretores da plataforma.

A XP também respondeu em suas redes, usando sua campanha #MenteAberta.

Um pouco depois, no fim da tarde desta quinta, a XP anunciou que vai dar um colete da empresa para cada pessoa que fizer um TED do Itaú para a plataforma de investimentos. A empresa também prometeu doar um cobertor para cada colete, via ONGs.

Repercussão

Nas redes, muitos usuários lembraram que o Itaú detém 49,9% e afirmaram que a briga era “fake”, além de, é claro, fazerem piada com o episódio.

  • Simulador Online de Investimentos SPACEMONEY

    Acesse nosso Simulador de Investimento e descubra as melhores aplicações financeiras para o seu bolso e perfil.

    Simulador Online