Notícias que impactam suas ações e investimentos!

JBS deve captar R$ 500 milhões com CRA no Brasil

SpaceCast - Ouça esta matéria clicando abaixo:

Investing.com – A JBS (SA:JBSS3) está perto de encerrar sua primeira emissão no Brasil de Certificado de Recebíveis do Agronegócio (CRA), por meio da instrução normativa CVM 400, no total de R$ 500 milhões. De acordo com a edição desta terça-feira do Valor Econômico, a previsão é que a operação seja concluída ainda nesta semana e tem a coordenação da XP Investimentos. Os recursos devem ser utilizados para a compra de gado.

Segundo o jornal, a emissão serve como uma espécie de proteção contra a aplicação de penalidades contra a companhia por casos de corrupção. No prospecto disponibilizado a investidores, a companhia destaca que não tem como garantir se sofrerá novas punições relacionadas à questão.

Na prática, caso a JBS (SA:JBSS3) venha a sofrer uma nova punição, deverá comunicar ao agente fiduciário dos CRAs. Depois disso, ele terá três dias úteis para apurar se a nova multa afetará a relação dívida líquida x Ebitda a ponto de superar 4,75 vezes. Neste caso, uma da das possibilidades é disparar o vencimento antecipado dos papéis, convocando também uma assembleia dos detentores dos CRAs.

Ao todo, serão emitidos R$ 500 milhões em duas séries, uma corrigida pelo juro diário do CDI e outra pela inflação do IPCA mais juros. A primeira série, pelo CDI, terá prazo de quatro anos e taxa entre 104% do CDI e 115% do CDI. Os juros serão pagos semestralmente.

No caso da segunda série, o vencimento seria em cinco anos e a remuneração mínima será o juro da NTN-B 2024 do Tesouro Nacional mais 0,8%, ou IPCA mais juros de 3,80% ao ano, o que for maior. O teto do rendimento será o juro da NTN-B 2024 mais 1,5% ou IPCA mais 5% ao ano, o que for maior. Aqui também o investidor deverá escolher uma remuneração ao fazer seu pedido e a empresa decidirá qual juro vai aceitar. Quem tiver pedido juro mais alto ficará de fora da oferta.

A liquidação financeira será no dia 17 de outubro. A aplicação mínima é de R$ 10 mil e o papel também terá formador de mercado.

Parceria

Receba notícias diretamente em seu celular ou tablet. Inscreva-se agora!