Notícias que impactam suas ações e investimentos!

Títulos Públicos

É emitido pelo Governo Federal e tem como o objetivo a captação de recursos para financiar a dívida pública e projetos sociais. Esses títulos possuem risco zero, pois é emitido e pago pelo Governo Federal.

Tipos de Títulos Públicos:

  • Prefixado: por ser uma taxa previamente definida, o investidor sabe o que irá ganhar do início ao vencimento:
    • Tesouro Prefixado – LTN – o investidor receberá os juros mais o principal no vencimento do título ou quando solicitar o resgate;
    • Tesouro Prefixado com juros Semestrais – NTN-F – o investidor recebe os juros dessa aplicação a cada 6 meses.
  • Pós-fixado: o rendimento é determinado de acordo com algumas taxas já existentes, como a taxa Selic e o CDI (Certificado de Depósito Interbancário):
    • Tesouro Selic – LFT
  • Prefixado + Pós-fixado: essa opção é uma mistura das duas anteriores:
    • Tesouro IPCA com juros Semestrais – NTN-B – Esse título garante um rendimento de acordo com a variação da inflação e mais uma taxa prefixada de juros que são pagos semestralmente;
    • Tesouro IPCA – NTN-B Principal – Esse título, também garante um rendimento de acordo com a variação da inflação e mais uma taxa prefixada. Porém, os juros desse título serão pagos somente no vencimento ou no resgate da aplicação.

Quadro resumo:

Vantagens:

  • Um dos investimentos mais seguros do mercado;
  • Possui uma alta liquidez;

Desvantagens:

  • Os rendimentos são tributados de acordo com a tabela regressiva de imposto de Renda;
  • Algumas corretoras e bancos cobram uma taxa de administração para a aplicação desses títulos;
  • .Há a cobrança de 0,25% ao ano de taxa de custódia da B3 (Bolsa de Valores) 

Tributação: 

  • O rendimento feito por aplicações financeiras, realizado por Pessoa Física ou Jurídica, é tributado da seguinte maneira:
Período de aplicação Tributação
Entre 0 e 6 meses Imposto de 22,5% sobre a rentabilidade
Entre 6 e 12 meses Imposto de 20% sobre a rentabilidade
Entre 12 e 24 meses Imposto de 17,5% sobre a rentabilidade
Superiores a 24 meses Imposto de 15% sobre a rentabilidade

 

Essa tabela também é válida aos ganhos de capital obtidos por aplicações financeiras, seja Pessoa Física ou Jurídica.

  • IOF (Imposto sobre Operações Financeiras): caso a operação seja encerrada em até 30 dias, é aplicado o IOF.
Número de dias % limite tributada do rendimento Número de dias % limite tributada de rendimento
1 96% 16 46%
2 93% 17 43%
3 90% 18 40%
4 86% 19 36%
5 83% 20 33%
6 80% 21 30%
7 76% 22 26%
8 73% 23 23%
9 70% 24 20%
10 66% 25 16%
11 63% 26 13%
12 60% 27 10%
13 56% 28 6%
14 53% 29 3%
15 50% 30 0%

 

Publicidade

Receba notícias diretamente em seu celular ou tablet. Inscreva-se agora!