Com a queda da taxa Selic, várias pessoas estão se perguntando se vale a pena investir em ações, pois ainda é comum pensar na bolsa de valores como um bicho-papão. Essa visão dificulta a entrada de várias pessoas no investimento variável. Por outro lado, é necessário saber o que fazer para minimizar os riscos e aplicar o dinheiro de maneira responsável.

Por isso, neste texto, você verá se o mercado de ações ainda está em alta, quais são as vantagens de investir em papéis, bem como os cuidados e as práticas recomendáveis. Quer entender mais sobre o assunto? Então, veja agora tudo que você precisa saber!

O mercado de valores ainda está em alta?

O mercado de valores é um sistema que facilita a capitalização das empresas, sendo fundamental para a geração de riquezas à sociedade. Para os investidores, ele aparece como uma possibilidade de ter lucratividade.

As bolsas de valores são responsáveis por operar o mercado em que as ações são negociadas e emitidas, gerando transparência e confiança nas transações. Vários fatores colaboram para que haja variação nos preços das ações, como o cenário econômico nacional e mundial, e notícias e informações que são repassadas pelas instituições. Tudo isso pode valorizar ou desvalorizar os papéis.

O mercado de valores está em alta, principalmente depois da queda da taxa Selic, que reduziu a rentabilidade dos investimentos em renda fixa — como a poupança. Com isso, os investidores começaram a procurar por oportunidades para diversificar os investimentos e aumentar os lucros.

Quais são as vantagens em investir na bolsa de valores?

Um das principais vantagens ao investir na bolsa de valores é o alto potencial de lucro. A bolsa se torna uma opção interessante, principalmente, para quem tem foco no longo prazo e aplica seus recursos em empresas que tenham bons fundamentos, isto é, que estejam em expansão, com boa margem de lucro e baixo índice de dívidas.

Vale lembrar que há diversas estratégias que podem ser utilizadas, devendo o investidor estudar o mercado de ações para decidir quais papéis devem ser comprados e vendidos (há quem viva, por exemplo, da especulação).

Uma das principais formas de fazer isso é a partir das análises gráfica e fundamentalista. No primeiro caso, o movimento dos preços ao longo do tempo é comparado. No segundo, a saúde da empresa é estudada.

Ou seja, uma das vantagens é a possibilidade de estudar o mercado para entender quando é o melhor momento para agir. Além disso, podemos destacar:

  • a isenção do imposto de renda em transações mensais que não ultrapassem os R$ 20 mil (exceto day-trade);
  • o investimento em pequenas quantias, incluindo pessoas de diversas classes;
  • o alto potencial de rentabilidade;
  • a possibilidade para diversificar a carteira de ações e reduzir os riscos.

Quais cuidados devem ser tomados na hora de investir em ações?

Veja agora alguns cuidados que você deve ter para investir em ações.

Evitar querer ganhar dinheiro rapidamente

Alguns investidores acreditam que é possível ganhar dinheiro assim que comprarem a primeira ação. Entretanto, a não ser que a pessoa saiba exatamente o que está fazendo, a prática não é recomendada. É interessante buscar o maior número de conhecimentos antes de abrir a carteira, tanto sobre o mercado de ações quanto sobre as empresas que deseja investir.

No início, é interessante começar devagar, investindo uma pequena quantia, sem contar com ganhos. Quando a pressa é grande, o risco se torna maior, podendo levar a pessoa a perdas irreparáveis.

Considerar várias fontes de informação

Um bom investidor utiliza várias fontes para tomar suas decisões. Há outros que, ao contrário, se baseiam apenas no noticiário. Se essa fonte fosse a melhor, a maioria dos investidores conseguiria bons resultados e lucraria com as escolhas efetuadas.

Por isso, considere as notícias de jornal, mas vá além. Use balanços patrimoniais, gráficos de oscilação e estudos para tomar suas decisões.

Saber que também há perdas

Como você viu, há altos e baixos no mercado de ações. Isso significa que nem sempre o lucro virá. Por isso, saiba que nem sempre suas escolhas se mostrarão acertadas. Considere quais são seus objetivos financeiros e o perfil de investidor, entendendo que há oscilação nos papéis.

Entenda que, em alguns momentos, não haverá rentabilidade, fazendo com que você perca dinheiro. Quando isso acontece, é hora de avaliar se é melhor vender os papéis, aceitando o prejuízo, ou esperar por uma possível recuperação no futuro. Lembre-se de que no mercado de ações não há garantia de lucro ou retorno.

Quais são as boas práticas ao investir em ações?

Saber o momento de investir

No início, muitos investidores só investem quando o mercado está aquecido. Entretanto, não é de todo uma prática recomendada, já que sempre haverá altos e baixos.

Por isso, mesmo em tempos de desaquecimento é possível investir, uma vez que esse período pode apresentar oportunidades interessantes para apostar em empresas confiáveis e sólidas que tenham alta chance de valorização no futuro. Pesquise tanto sobre as ações de grandes empresas quanto as ações small caps.

Planejar

Embora alguns invistam de maneira aleatória, isso não é recomendado, pois é necessário saber o que fazer em caso de perdas. Assim, evita-se que a pessoa venda ou compre ações sob pressão, na tentativa de minimizar as perdas, pois essa prática pode aumentá-las ainda mais.

Com uma metodologia clara, você saberá exatamente o que fazer quando os lucros ou os prejuízos aparecerem, deixando de agir por impulso. Assim, há maior chance de atingir os objetivos propostos.

Acompanhar

Quem deseja investir no mercado de ações precisa acompanhá-lo constantemente. Para se tornar um bom investidor é necessário se informar sobre como os papéis estão no momento. Assim, eventuais perdas podem ser evitadas e os ganhos, ampliados.

Caso o desempenho esteja abaixo do esperado, pode-se considerar se é melhor vender ou esperar pela recuperação. Entretanto, isso não é possível quando a pessoa não acompanha as próprias ações.

Qual é o papel da corretora?

As corretoras de ações são empresas responsáveis por auxiliar o Sistema Financeiro Nacional, intermediando a compra e venda de títulos e ações, evitando fraudes. Para que ela possa ser criada e funcione legalmente, é necessário ter autorização do Banco Central e da Comissão de Valores Mobiliários (CVM).

Agora que você sabe que vale a pena investir em ações, é hora de aprofundar seus estudos. Procure por sites especializados em finanças para entender melhor como se planejar e aplicar os recursos da maneira mais adequada. Assim, você aproveitará as vantagens e terá o menor risco possível.

Porém, para começar, é necessário definir qual é o seu perfil de investidor. Você é conservador, moderado ou agressivo? Veja agora a resposta a partir de 7 perguntas.

  • Simulador Online de Investimentos SPACEMONEY

    Acesse nosso Simulador de Investimento e descubra as melhores aplicações financeiras para o seu bolso e perfil.

    Simulador Online