7 estratégias essenciais para você investir na Bolsa de Valores

estratégias para investir na bolsa de valores
SpaceCast - Ouça esta matéria clicando abaixo:

Se você está começando a se interessar em aplicar no mercado de Renda Variável, precisará ter na manga algumas estratégias de investimento na bolsa de valores para aumentar suas chances de sucesso.

Afinal, abordar o mercado de ações sem um pensamento estratégico pode ser o equivalente a jogar em um cassino. Talvez você ganhe na primeira vez, mas dificilmente conseguirá um resultado consistente em longo prazo.

Nós selecionamos abaixo algumas das principais estratégias para investir na Bolsa de Valores seguindo dois prismas principais: a análise técnica e a análise fundamentalista. Siga a leitura para entender como elas funcionam e o que fazer!

1. Use a análise técnica para investir na Bolsa de Valores

A análise técnica é um dos principais prismas que orientam a atuação de muitos traders na Bolsa de Valores. Ela recebe esse nome porque é composta de um conjunto de ferramentas gráficas que mede a variação de preço e de volume dos ativos que são negociados na bolsa de valores.

Com a análise técnica, podemos encontrar tendências de curto, médio e longo prazo nos valores dos ativos e projetar momentos de entrada (compra) e de saída (venda) para obter o máximo de rentabilidade possível.

Por causa dessas características, a análise técnica é mais indicada para negociações de curto prazo na bolsa de valores, como o Day Trade.

2. Siga as tendências do ativo que interessa a você

Uma das regras de ouro da análise técnica é encontrar a tendência de determinado ativo e permanecer com ela. Por isso, é essencial focar não só no movimento de curto prazo do papel (como se ele caiu ou subiu hoje), mas na sua tendência de movimento em médio e longo prazo também, que influencia bastante a variação do ativo.

O ideal, portanto, é usar as tendências de longo e médio prazo para identificar se uma ação está subindo ou caindo (o que vai determinar se você comprará ou venderá suas posições), enquanto as tendências de curto prazo (que é diário ou intra diário) são utilizadas para especificar os Ponto de Máxima ou Mínima da posição.

3. Use a retração de Fibonacci para projetar a correção no preço

Em alguns momentos, é normal que um ativo se valorize acima da média ou desvalorize mais do que o esperado. Nessas situações, a tendência do mercado é que haja uma correção de preço, o que gera uma oportunidade de lucrar ou de proteger seu patrimônio.

Uma das maneiras de entender a correção de preços de um ativo é pela Retração de Fibonacci. A fórmula é difícil de explicar em poucas palavras, mas consiste em traçar linhas que seguem a sequência de Fibonacci para projetar qual será o impacto de correção que o mercado financeiro imporá a um ativo. Isso ajudará a planejar suas estratégias para investir na bolsa de valores.

4. Utilize o Indicador MACD para detectar sinais de alerta

Um dos elementos mais importantes da análise técnica é avaliar as movimentações de determinado ativo, pois elas ajudam a entender as variações futuras do preço desse papel. Por exemplo, se muita gente correr para comprar a ação, é sinal de que ela vai se valorizar no curto prazo (questão de oferta e demanda).

Por isso, é bom acompanhar os chamados Sinais de Alerta da análise técnica para entender quando se aproximam momentos de compra ou de venda dos seus ativos. Um dos melhores indicadores para isso é o MACD (Convergência / Divergência das Médias Móveis).

Em poucas palavras, esse indicador serve para analisar os movimentos das linhas de médias móveis de um ativo. Quando acontece determinado movimento, o indicador dispara um sinal de compra (é hora de adquirir aquele papel). Quando acontece o movimento oposto, o sinal é de venda (vamos liquidar o ativo).

5. Use a análise fundamentalista para investir na bolsa de valores

A análise técnica é apenas uma das estratégias para investir na bolsa de valores. Outra muito usada, inclusive por Warren Buffet, um dos investidores mais famosos do mundo, é a análise fundamentalista.

Esse prisma de atuação na Bolsa de Valores foca em entender quais são os fundamentos que sustentam determinado papel. Por exemplo, suponha que uma empresa como a Petrobrás registre um balanço comercial excelente por 10 anos e, além disso, descubra novos poços de petróleo.

Como a empresa, nesse exemplo, tem uma excelente gestão e acabou de encontrar uma nova fonte de renda, a perspectiva é que seu papel se valorize. Ou seja: são 2 fundamentos positivos em relação ao seu ativo.

Isso, claro, é uma explicação bem simplificada da análise fundamentalista, uma vez que ela leva em consideração muitos outros elementos, incluindo a análise macroeconômica de um país, o desempenho de determinado setor, notícias, taxas de juros e muito mais.

6. Divida seu portfólio em setores para proteger seu patrimônio

Uma das melhores estratégias para investir na bolsa de valores usando a análise fundamentalista é dividindo o seu portfólio de ações em diversos segmentos do mercado.

Dessa maneira, você consegue evitar um desempenho negativo causado por uma crise em alguma área da economia. O mercado energético teve um ano ruim? Tudo bem, o setor agrícola compensou. Seu papel no segmento bancário caiu? Não tem problema, o mercado de esportes cresceu acima da média.

Além disso, claro, selecione empresas com um longo histórico de boa gestão em todos os segmentos para aplicar o seu dinheiro, de modo a ficar com os líderes de mercado a longo prazo, focando sempre em setores em expansão ou de futuro promissor.

7. Misture as duas estratégias para investir na bolsa de valores

Por fim, é importante que você misture as duas principais estratégias para investir na bolsa de valores. Isso porque nem só a análise técnica garante bons resultados, como a análise fundamentalista também não é suficiente.

Por exemplo, a análise técnica não leva em conta elementos externos que causam impacto na variação dos ativos, como desastres envolvendo empresas. Já a análise fundamentalista não consegue aproveitar variações de curto prazo em ativos.

O ideal é que você tenha um pouco de cada opção, mesmo que decida dar mais atenção para o prisma em que você se sente mais confortável, seja ele qual for. Dessa forma, você maximiza as suas chances de ter os melhores resultados na Renda Variável.

Quanta coisa vimos hoje, não é mesmo? De fato, existem muitas estratégias para investir na Bolsa de Valores dentro do prisma da análise técnica ou fundamentalista. Tudo isso é só o começo: se você quer realmente aumentar suas chances de ter sucesso na Renda Variável, ainda precisará estudar muito mais.

Por isso, recomendamos que você assine a nossa newsletter gratuita agora mesmo para receber os melhores conteúdos educativos sobre investimentos e bolsa de valores, diretamente na sua caixa de entrada!

Parceria